sexta-feira, abril 15, 2022

Mensagem de Páscoa

                                                           Alegrete RS

   Aos queridos leitores do Correndomundo

Desejo-lhes que:
. sejam capazes de amar-se como amam outra(s) pessoa(s);
. vivam bem e reconheçam a transitoriedade da vida;
. procurem diminuir o uso da palavra " depois";
. se tiverem perdas, elas sejam apenas materiais;
. e que chocolate não lhes dê alergia.
Feliz Páscoa/2022! Carinhoso abraço.
Aldema - Correndomundo

Pode ser uma imagem de 1 pessoa, grama e corpo d'água
          Fiz esta foto da semeadura de arroz na China, durante as monções 

terça-feira, março 01, 2022

" O Homem Planeja..." Meu Projeto de Viagem 'a Ucrânia, em 2020...

                                                 Violino Quebrado - Escultura em Bucareste

 

Escrevi para a Embaixada da Ucrânia, bem no início de 2020:

"Planejo ir à Ucrânia em maio próximo e permanecer 15 dias no país. Sou brasileira. Pretendo entrar pela Romênia, país que conheço bem (...) Que cidade(s) ucranianas me sugerem visitar?"

Quase imediatamente recebi esta resposta :

" (...) Cidadãos brasileiros podem entrar, transitar ou permanecer na Ucrânia sem a necessidade visto por até 90 dias a cada 180 dias. A Isenção de visto não isenta o viajante de cumprir os pré-requisitos exigidos pelo país (como, por exemplo, a passagem de saída do país). Para certificar-se sobre quais são essas condições, recomendamos entrar em contato com a Embaixada da Ucrânia no Brasil (https://brazil.mfa.gov.ua/pt) ou com o Consulado da Ucrânia em São Paulo (https://sao-paulo.mfa.gov.ua/pt).

 

No tocante a sugestões de onde visitar, além da capital (Kyiv/Kiev), recomendo que faça uma pesquisa sobre as cidades de Lviv, Odessa, Kamianets Podilskyi, Dnipro, Chernivtsi e Uzhgorod, e faça uma seleção das que mais lhe interessarem para visitar. Caso tenha interesse em ativades na natureza (sem muita infra-estrutura) vale a pena pesquisar também sobre os Cárpatos, cadeia de montanhas belíssima que ocupa o extremo oeste da Ucrânia." 



                                                                            Mapa do 1o. percurso

A partir daí, construí o roteiro que eu deveria fazer a partir de março . O primeiro passo foi a compra dos bilhetes aéreos. POA / Madrid - permanência de dez dias - depois, Madrid/Cluj Napoca - permanência de quinze dias na Romênia, incluindo Maramures, Suceava, Sul de Bucovina e Iasi. A partir de Cluj, os demais trechos seriam feitos de trem. Já sonhava em voltar a percorrer o Sul da Romênia e rever os Mosteiros pintados - Patrimônios da Humaninadade.


"Não quero a noite
senão quando a aurora
A fez em ouro e azul se diluir.
O que a minha alma ignora
É isso que quero possuir."


Fernando Pessoa



                                                             

                                                                             Leste Europeu - Moscou



É antiga minha paixão pelo Leste Europeu, onde estive dezenas de vezes. Faltavam-me, no entanto, dois países para eu admitir - a mim mesma - que conhecia bem a região. Faltavam Moldávia e Ucrânia - no total, um mês já me bastava. Ao retornar da Europa, em dezembro de 2019, em viagem que incluíra três semanas na Romênia, meu novo roteiro já estava planejado. Após a Romênia, depois de Iasi,em 2020, eu entraria pela República da Moldávia, começando por Chisinãu - recordem que  há uma região com a denominação de Moldavia e a República com o mesmo nome. Da República da Moldávia,  alcançaria a Ucrânia, um dos focos da temporada pretendida. . Nem avancei muito nos estudos sobre a Ucrânia, e aconteceu o imprevisível : a Pandemia! E 2020 passou a ser o meu ano de" aguardar o ano seguinte".... Nem em pesadelo, eu podia prever  que, em anos seguintes, por motivos coletivos  e individuais, eu ficaria á janela, esperando a banda passar!





                                                                               Nem fotos da janelas...



Em meados de 2020, quando o panorama já era assustador, planejei dar uma certa utilidade ao meu tempo. Apesar do isolamento físico, convivi com amigos/irmãos, como Potiguara e Horto, e com meu filho e minha nora; comecei a escrever sobre minha família paterna - Menini(e) - projeto há muito pensado e adiado, e a fazer tricô para presentear os amigos. Foi-se o ano de 2020, veio o 2021 - infelizmente  com o mesmo desenho triste. No final de 2021, eu estava mais animada - parecia-me impossível que 2022 trouxesse outros eventos difíceis ou dolorosos. Eu esquecera os individuais, como novos diagnósticos de doenças, e os mais amplos, como os conflitos  mundias. Revisão médica e Guerra na Ucrânia detonaram os meus planos. Doeu-me aceitá-los, mas nada podia ser feito. Eu precisava de paciência, acima de tudo!




                                                                            Travessias e Projetos



A conteceu que, em dezembro, ao fazer as revisões do pulmão, cirurgiado há quatro anos, fui diagnosticada com outros cânceres.Fiquei janeiro e fevereiro em Porto Alegre, cuidada full time, com esmero e carinho, por Gugu, meu filho, e Adriana, minha nora.   Sem projetos de novas viagens, sem condições de tricotar e com poucas condições de digitar, procurei, e ainda procuro, viver um dia cada vez e fazer o viável a cada momento. Meados deste março, retornarei ao hospital e aos meus competentes e acolhedores médicos. Como se escrevia nas cartas de antigamente, " escreverei para dar notícias minhas e saber notícias suas..." Espero concluir com " eu vou bem Graças a Deus..." 




                                                                       Gracias, Pessoas Queridas.



Sendo assim, caros familiares , assumo novamente o livro,  agora já com título definitivo : " Família Menini(e) : de Tobias a Almir", devagar e dentro do possível. Tenho a certeza, no entanto,  de que o concluírei em 2022. Continuo, por essa razão, solicitando e aguardando cópias de fotografias e documentos de nossos antepassados. Em especial, muito agradeço, aos amigos, familiares, colegas, ex-alunos, vizinhos e tanta gente mais que conheci neste mundão,  as sensíveis e comoventes mensagens recebidas, lembrando-lhes que se colhe o que se planta. Carinhos meus em um abraço doce e leve - bem leve porque as dores físicas ainda se fazem presentes.  




                                                                           Chicago, há 12 anos...



Fotografia
"Que seria da memória
sem a fotografia?

Que seria do homem
sem seus vestígios?

Como saberíamos dos avós,




do rosto da infância de nossos filhos?

Que seria de nós
sem ancoragem
no tempo que esgarça e destrói?

Que seria de nós
sem nossos baús
de saudade
e de choro?

É a fotografia que segura relógios,
retorna calendários,
faz do passado presente,
num instante......"



Luis Umberto Miranda de Assis Pereira, em "Fotografia, a poética do banal". Brasília: Editora UNB, 2000.


                                                

                                                                     Crianças de meus pais...

quinta-feira, dezembro 23, 2021

Mensagem à Família Menini(e) e aos meus amigos




                                                                             Torres 2021


O ano de 2020 foi triste, com muitas perdas de vida, poucas esperanças e nada de viagens. O 2021 foi triste como o ano anterior - no meu caso, acrescido da descoberta de outro câncer. Importa, no entanto, que há lutas de que podemos participar e há pessoas com quem gostamos de conviver. Que, em 2022, haja também mais beleza, solidariedade, gratidão, afeto e alteridade. Agradeço-lhes o tanto que recebi. Feliz Natal. 

Aldema M McKinney


                                                             Porto Alegre, 2020



sábado, novembro 27, 2021

Netos de Tobias Menini/Filhos de Abrelino Abreu Menine

 

                                             Abrelino Abreu Menine e Anália Pinto Menine

" Quando eu era pequeno não sabia 
Que cresceria.
Pelo menos não o sentia.

Naquela idade o tempo não existe.
Cada dia é a mesma mesa
Com o mesmo quintal ao fundo; 
E quando se sente tristeza
Está tristeza, mas não se está triste.

Eu era assim
E todas as crianças deste mundo
Assim foram antes de mim..."

Fernando Pessoa


                       
                                                    Abrelino, Anália, Aldina, Beto e Diva



Em Família Menini/Menine - no.12 - Filhos de Tobias/Abrelino Abreu Menini , já escrevi sobre meu pai e sobre a dificuldade que tenho, ainda hoje, depois de anos de terapia, de rememorar a morte dele, causada por tétano, quando eu tinha apenas onze anos de idade. Este tópico, no entanto, é leve, pois está focado nos netos de Tobias Menini, nos filhos de Abrelino e de Anália Pinto Menine. 



                          
Anália, filhos, nora, genro e netos



Éramos sete os filhos de Abrelino Abreu Menine, seguindo esta ordem: Maria Aldina, Alberto, Aldiva, Aldema, Alda, Zeli e Almir. Hoje somos quatro. Em pouco mais de um ano, com o mesmo câncer - genético  - de pulmão, morreram Zeli, Almir ( Mile) e Aldina. Sobrevivi eu por ter feito um exame preventivo e, imediatamente, em julho de 2018, ter feito uma cirurgia para a retirada da parte do pulmão esquerdo, em que se alojava o tumor. Procuro agora, neste tempo de sobrevida, viver bem e intensamente, valorizando o que tem realmente valor - contexto em que surge este livro sobre a Família Menini(e). Estou muito bem.  Sigo pensando  como escreveu Millôr Fernandes, "viva cada dia como se fosse o último...um dia você acerta".



                                               Aldina, Aldema , Alda, Beto e Diva


Os sete filhos de Abrelino Abreu Menine e Anália Pinto Menine  acrescentaram um total de vinte e quatro crianças, portanto vinte e quatro bisnetos de Tobias Menini -  nove meninas  e  quinze  meninos, assim distribuídos:

1 - Maria Aldina Menine Severo:  Nei Jorge (morreu com, mais ou menos, um ano de idade), Cléber Adir, Enir Teresina ( morreu antes dos cinquenta anos ), Clezer Abrelino e Elaine Thalita. Acredito que, de meus irmãos e irmãs, foi Aldina a que mais sofreu. Ela sofreu a dor da perda de dois filhos - dor que não existe maior. Eu a admirava por preservar sua alegria de viver e a conversa leve sem queixas da vida. Trabalhava muito em casa, mas  mantinha sempre o gosto por trabalhos manuais. Era uma admirável contadora de histórias. Morreu aos 84 anos.                      
                                  


                                              Enir Teresina - Tio Mile - Cléber Adir


2 - Alberto Pinto Menine  - pai de Dalvane, Dalva, Adriano, Eliane e Fernanda. Nesta família, tenho duas afilhadas e especial carinho por elas. A esposa do Beto, Ereni Gonçalves Menine, é minha afilhada de crisma; e Dalvinha é afilhada de batismo. Beto vive em contato com a natureza. Sabe muito de árvores nativas, de pássaros da região e de animais de qualquer porte - mas parece que as ovelhas têm sua predileção. Como muitos Menini, aprecia animais domésticos, especialmente gatos. Os netos, as netas e a bisneta recebem dele muito carinho e atenção, sendo, portanto,   pai, avô e bisavô dedicado e amoroso. 


                               
                                           Dia do Gaúcho: Beto e Compadre Alcides                                              

                                       
                                  
3 - Aldiva Menine Guedes - mãe dos gêmeos  Sussi, Cairo  e de  Aluizio e Lisandro. Diva, como costumamos chamá-la, é muito habilidosa com qualquer tipo de artesanato. Ela borda
e costura; faz tricô, pinturas e crochê. Gosta de jardinagem - tem especial carinho por flores 
e folhagens. Lamentamos muito a morte de Cairo - de enfarto, aos cinquenta anos. Era uma pessoa plena de afetividade, com atualizada visão de mundo e com marcante  simplicidade. Muito amigo de Paulo de Tarso, meu filho. Sei que eles  conversavam online frequentemente sobre música e motos, assunto que interessava bastante aos dois.      Lembramos dele com carinho.



                                                                             Diva e  Beto
                                               


Aldema Menine Mckinney - Sou a do meio. Tenho três filhos : Fabiana, Paulo de Tarso e Juliano - gente do bem, como dizia Pedro, meu neto, quando pequeno. Sempre gostei de estudar,  trabalhar e plantar - fossem vasos, jardins, hortas e pomares. Desde cedo, minhas dificuldades começam com a letra " E " - emagrecer e economizar! Continuam sendo.Quando perguntam meu estado civil, costumo responder: qualquer um, passei por todosVivi bem, talvez por ver a realidade como meu horizonte - e o presente como meu melhor tempo. Costumava dizer aos meus filhos e àqueles sobrinhos que são como filhos: o mundo é redondo, bonito, fácil de andar, e pessoas agradáveis ( ou não ) existem em todo lugar. Andem no tamanho de suas pernas. Importa mesmo que sejam gentis, gratos e curiosos.



                                                                  Minhas criança


5 - Alda Pinto Menine - Mãe de Frederico e Marcos. É advogada, formada pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.  No seu trabalho,  dedicou-se, com afinco,  a causas sociais, em especial às que dizem respeito às crianças e aos adolescentes. Escreve bem, é estudiosa e tem acentuada semelhança física com Anália Pinto Menine. Frederico, seu filho mais velho, graudou-se em Engenharia Elétrica na Universidade Federal de Santa Maria,  concluiu mestrado na UFRGS e doutorado entre Brasil e Alemanha. Hoje é professor na UFSM. Marcos trabalha e cursa Ciências Contábeis em Porto Alegre. Alda lê muito, gosta de música,  cinema , História e Ciências Políticas e Sociais. 



         
                                                        Frederico e Marcos



6 - Zeli Menine da Silva - mãe de três meninos: Fabrício, Igor e Ary Nélson da Silva Júnior ( Juninho). Zeli  - bonita, alegre, saudável e muito ativa. Surpreendeu-nos sendo a primeira a morrer, deixando saudades imensas. Tenho dela memórias inolvidáveis, em especial de suas divertidas construções frasais e de seu companheirismo em viagens. Lembro, por exemplo, de seu encantamento visitando Tivoli, um dos  parques mais antigo do mundo, na viagem que fizemos à Dinamarca e à Suécia; lembro de seu entusiasmo, quando de manhã muito cedo, íamos à  Puerta de Atocha ou a Chamartin para acessar o trem a diversas cidades históricas espanholas; recordo a emoção dela ao ver e rever as belezas de Praga - quando já estava doente, disse-me: " será que terei vida suficiente para a gente voltar a Praga? "  Faltou-lhe, no entanto,  tempo para realizar este sonho. Ela, como eu, amava viajar.



                                                                   Zeli, filhos e netos



7 - Almir Pinto Menine - pai amoroso de Fabiana e Fernando. Mile, meu irmão / filho, fez com que eu fosse mãe bem antes de ser; que fosse avó antes de meus netos nascerem. Fabianinha e Fernando foram meus primeiros netos. Sinto muito a falta dele. Morreu dois meses depois de receber sua aposentadoria. Uma das pessoas mais inteligentes e criativas que eu conheci. Nem se falava em internet no meio rural, e Mile já fazia experiências diversas, tentando um sinal mais perto de casa - até que o conseguiu e aprimorou com a instalação trabalhosa  de uma torre, imaginada e feita por ele.  Amigos de seus amigos, gostava de gente e era grato por gostarem dele. Certamente deixou um espaço na memória dos que com ele conviveram. Deixou  boas lembranças - a maior herança que se pode deixar. 



                                            Fabianinha,  Fernando e um "sujeito oculto ..."


O capítulo sobre os netos de Tobias Menini conclui-se aqui - embora precise de revisão e de reestudo das fotografias, já que algumas serão substituídas por outras,  que possibilitam maior  riqueza de detalhes especialmente para a análise do momento histórico em foram "batidas" ( conhecem a expressão bater fotos? É bem conhecida na região).

O próximo capítulo será sobre o Touro Passo, sua importância histórica e econômica, bem como suas riquezas culturais e históricas - nada de brincadeiras irônicas porque, para a Família Menini(e), em especial para os mais velhos, o lugar é quase sagrado, muito mais pelas recordações  do que posse.
Enfim, somos " Gente como a Gente " e certamente acreditamos que:

"Cada coisa a seu tempo tem seu tempo.
Não florescem no inverno os arvoredos,
Nem pela primavera
Têm branco frio os campos..."

Fernando Pessoa

quarta-feira, novembro 24, 2021

Netos de Tobias Menini/Filho de Alberto Menini

 

                                                    Tia Salustia, no centro da primeira fila.



Tio Alberto, ao que parece, não era muito dado a fotografias. Postei pedidos e mandei e-mails, garimpando fotos dele. A despeito da boa vontade de parentes e amigos, nada ainda consegui - mas aposto que conseguirei até a revisão final dos textos. Recebi, isto sim, muitas fotos da elegante esposa dele : tia Salustia, que era muito frequente em eventos sociais e comunitários, fossem aniversários, casamentos, reuniões políticas; fossem cerimônias fúnebres, missas e batizados.  Eu a recordo com um longo e  caríssimo casaco de pele, bonitas joias e sapatos de salto, apesar de ela ser madura e bastante alta. Após a morte do marido, continuou sua intensa vida social. Era uma mulher interessante, muito ajustada aos padrões tradicionais da época. Tanto quanto eu sei, era bastante estimada e conhecida em Rosário do Sul.


                                            ( Aguardando informações desta foto)

Ary Izaguirre Menine foi o único neto de Tobias Menini, advindo do casal  Alberto e Salustia. Foi por eles adotado quando recém-nascido. Era filho de Joaquim Luis Menini ( Quincas ) e Leonor Rodrigues, portanto sobrinho de Alberto. Ary cresceu como um filho único mimado, cheio de vontades, como se dizia antigamente! Convivi com ele quando eu era criança. Gostava muito dele - brincalhão e afetivo, tornou-se um de meus primos preferidos. Ainda  bastante jovem, casou com Élida Araújo, uma jovem doce e sensível. Élida e Ary tiveram dois filhos, Mauro e João Alberto Menine - ambos,  reconhecidamente,  dois  intelectuais gaúchos. João Alberto ( Beto ) morreu de covid, em Porto Alegre, no primeiro ano dessa terrível pandemia. Infelizmente não convivi com os filhos de Ary - tempo e distância intrometeram-se entre nós.


                                   Ary , Salustia e Eugênia - 1o. aniversário de Bruno.



O segundo relacionamento de Ary Menine foi com Eugênia Nunes da Silva, mãe do terceiro filho dele, Bruno da Silva Menine. Assim como Mauro, Bruno também fez formação em História. Leciona atualmente no Colégio Plácido de Castro, em Rosário do Sul, onde  é colega de suas primas Fernanda Menine e Elaine ( Menine ) Severo Bacchi. Tenho escutado boas referências ao professor  Bruno Menine. Ele foi supergentil quando o procurei, na busca de informações e fotografias e, imediatamente, deu-me retorno e ajuda. O mesmo aconteceu com Maria Augusta, minha ex-aluna de Linguística  e sobrinha de tia Salustia - a Maria Augusta e a Bruno, meu reconhecido agradecimento. 


Recebi esta foto de Joãozinho Menine - filho de Bruno da Silva Menine, neto de Ary Izaguirre Menine, bisneto de Alberto e de Quicas Menini e trineto de Tobias Menini. Um encanto de menino Menini/e.

" E é sempre melhor o impreciso que embala do que o certo que basta,
  porque o que basta acaba onde basta, e onde acaba não basta.
  E nada que se pareça com isso devia ser o sentido da vida...."

Fernando Pessoa

quinta-feira, novembro 18, 2021

Netos de Tobias Menini/Filhos de Tobias Menini ( filho)

                                                                      

                              
                                             Ely, a primogênita  de  Tio Tobias.


Foi bastante difícil encontrar fotografias e informações dos descendentes de Tobias Menini Filho - netos de Tobias Menini. Os filhos de Tio Tobias são Ely Menine,  Tobias Freitas Menine, conhecido como "Seu Freitas", Irene, Noêmia e Pérsio - todos, já falecidos - sobre eles, já me referi na postagem sobre meu tio. Os descendentes deles estão bastante dispersos - consegui contato somente com Henrique Menine e Cátia Menine, filhos de Pérsio. Obtive fotografias de Ely , a filha mais velha de meu tio, de Irene e de Pérsio, o filho caçula. Ely não teve filhos; são filhos de Tobias Freitas Menine, casado com Edith de Campos Menine, Luiz Alberto, Ângela Maria, Rui e Cláudia, todos com o sobrenome de Campos Menine; Noêmia e Modesto são os pais de Cleuza, Sérgio e Ciro; de Irene e esposo são dois meninos; de Pérsio e Luzia, são Carla, Euzébio, Joaquim, Ana Cátia e Henrique. 



                                            Pérsio Menine e suas filhas Cátia e Carla ( noiva)
        

À Ana Cátia de Campos Menine agradeço as informações e as fotografias que me foram, tão gentil e prontamente,  enviadas. Aguardo mais fotos até a publicação impressa, prevista para o início do próximo ano. Enchallah!


                                                  Cátia Menine e sua filha Bianca Menine



Pago Vago

"Vago é meu pago.
Este que trago,
cicatriz em mim,
Raiz de minhas íntimas origens,
veio subterrâneo de onde vim.

Vago é meu pago.
Este que trago,
em músculos e ossos.
Inteiro como foi porque é memória,
flor de perenidade entre destroços.

Vago é meu pago.
Este que trago,
como sombra e manto.
É meu destino a cruz de sustentá-lo
nos alicerces de vento de meu canto."

Apparício Silva Rillo

                                                



o bem
Inserir

Cátia

O meu nome Ana Cátia de Campos menine
Inserir

Cátia

Henrique de campos menine
Inserir

Cátia

Euzébio de campos menine
Inserir

Cátia

Meus irmãos
Inserir

Cátia

Tia Noêmia
Inserir

Cátia

Cleusa Sérgio Siro o sobrenome de Campos menina deles
Inserir

Cátia

Os filhos já morreram do vô todos
Inserir

Cátia

Os filhos da tia Eli ela não teve era de criação a filha não sei o nome
Inserir

Cátia

Os filhos da tia Irene
Inserir

Cátia

Geovane Toninho não lembro o sobrenome depois lê falo
Inserir

Cátia

Tio Freita
Inserir

Cátia

Cátia Menine
Luiz Alberto Ângela Maria Rui o sobrenome é o mesmo meu
Inserir

Cátia

Cátia Menine
E a Cláudia
Inserir

Você enviou

Cátia, não tens fotografias de vi ninguém?
Inserir

Você enviou

Manda uma fotografia tua
Inserir

Cátia

Sobre os filhos do pai
Inserir

Cátia

Tem a Carla e o Joaquim
Inserir

Cátia

Com o mesmo sobrenome
Inserir

Cátia

Cátia Menine
Abrir foto
Inserir

Você enviou

Tenta achar mais alguma fotografia! Bjs
Inserir

Cátia

Cátia Menine
Abrir foto
Inserir

Você enviou

Cátia
Inserir

Cátia

Cátia Menine
Oi
Inserir

Você enviou

Reconheci tu e o Pérsio…quem são os outros? Escreve os nomes por favor
Inserir

Você enviou

Irene já morreu? Tu me consegue uma fotografia dela?
Inserir

Cátia respondeu para você

Mensagem original:
Reconheci tu e o Pérsio…quem são os outros? Escreve os nomes por favor
Carla é a noiva minha irmã
Inserir

Cátia

Outros não são Menine
Inserir

Cátia

Abrir foto
Inserir

Cátia

Pércio Esposa mãe dele
Inserir

Cátia

As crianças
Inserir

Cátia