segunda-feira, dezembro 06, 2010

Tunísia : infos gerais


Venda de gasolina na estrada

A partir de Tunis , por onde chegamos num vôo da Alitalia -Roma/Tunis-  com duração de  01h30min, fizemos 2 200 km dentro da Tunísia, numa perua ou numa 4x4. Éramos Ronald,  eu e um casal de médicos de Porto Rico, pessoas muito agradáveis e inteligentes, mais um guia e um motorista - Kais e Amar - ambos gentis e competentes. Chegamos quase nas  fronteiras da Argélia e da Líbia e percorremos trechos tanto próximos ao Mediterrâneo , quanto próximos ao Saara. Verdadeira maratona durante 10 dias!

Na estrada de acesso à Libia, um fato interessante: a venda de gasolina , clandestina, mas ostensivamente, à esquerda e à direita, ao longo de uns 100 km. O litro de gasolina, na Tunísia, custa aproximadamente um dólar; na Líbia, meio dolar - lucro bom para a população rural da região. Nesse trecho, não vi postos de gasolina convencionais.


Bric - pastel de ovo
Os tunisianos me pareceram acolhedores e gentis, e o país bem mais ocidentalizados que outros da região, embora as marcas da cultura muçulmana sejam bem fortes.Nas ruas, convive o uso de roupas modernas e elegantes com trajes tradicionais - lindos e elegantes também.

A Tunísia é uma república constitucional. Tornou-se independente da França em 1956. Seu primeiro presidente foi Habib Bourguiba, que repousa em grandioso mausoleo. Impressionou-me a presença do presidente  atual , no governo há 23 anos, reeleito a cada cinco anos, com 99% dos votos. Mais do que presente, pareceu-me onipresente. Sua fotografia, grande e bem tratada,  está em toda a parte: nos órgãos oficiais, sítios arqueológicos, bares, restaurantes, ruas, estradas.... Desconfio que está até no interior das casas. 
Berbere

Não tive muitos problemas com a comida, salvo com a carne de cordeiro, que eu odeio em qualquer lugar do mundo e é prato relevante na cozinha árabe. Faltava-me tranquilidade nas refeições porque tinha medo que me aparecesse um cuscuz com carne de carneiro. Descobri um outro prato pelo qual não me interessei : um pastel, de que não lembro o nome, recheado com batata amassada, salsinha verde e um ovo cru, que se torna meio - frito- meio - cozido, quando o pastel é mergulhado na gordura quente. Amo tâmaras! Fui salva, o tempo todo,  por elas, em especial por uma, tenra e de sabor suave, denominada  dedos de luz.

O governo criou zonas turísticas, onde estão os hotéis de cadeias internacionais, imensos cinco estrelas, em grandes espaços e com grandes piscinas. Por um lado, fica-se bem acomodado e adaptado; por outro, perde-se o contato com o cotidiano da cultura local e fica-se distante dos centros históricos.

É interessante viajar de carro pela variedade de paisagens, especialmente as montanhas, o vale do Medjerba e a área pré - desértica ou desértica. Nosso motorista era um rapaz tranquilo, o oposto de um motorista com que viajei no Egito, que andava a 180 km nas estreitas e acidentadas estradas do deserto. Viajei calma, desta  vez, sem pensar em testamento ou na possível existência de outra vida.