sábado, novembro 20, 2010

"Lá vou eu..."

Aeroporto Fiumicino outra vez, esperando o vôo Alitalia 864, com destino a Tunis.
Faz-me falta a Zeli. Sempre estamos rindo e conversando. Ronald também sente falta dela, do Igor e da Lilian. Ron reclama da ausência do Mile em nossas viagens. Mile é o companheiro dele para olhar máquinas, carros , motos e tudo o mais que tiver um motor que funcione.
Ontem jantamos com Lidia, minha querida amiga italiana, num restaurante tipicamente romano. Eu comi, como primo piatto, uma sopa de feijão branco - aquele dos grãos bem graúdos - com quadradinhos de massa caseira (foto). Uma delícia! Como secondo piatto, muitas verduras cozidas e bem temperadas: alcachofra, acelga, vagem fininha, brócolis.
Lidia e eu conversamos por um tempo não suficiente: foi um tempo apenas para relato de notícias, sem conseguir comentá-las ou detalhá-las. Para isso, precisaríamos de muitos dias.
Espero-a, no Brasil, em janeiro.
Desta vez, vi Roma detalhadamente - como da primeira vez que a visitei há 20 anos. Outras tantas vezes que nela estive, eu vinha de longas viagens e preferia ficar , em Canale, na fazenda da Lídia, num lugar tranquilo e bonito, dormindo, descansando e vendo lugares lindos e muito próximos, como Braciano, o Castelo e o Lago do mesmo nome.
Precisa-se , realmente, de muitos dias para conhecer um pouco da "Cidade Eterna"- para revê-la também! Sonho trazer Pedro, meu neto, aqui. Posso pedir horas-extras na terra? Meses? Anos?