quarta-feira, abril 19, 2017

Comemorando 11 anos do Correndomundo...

Nas comemorações dos 11 anos deste Blog, incluo alguns dos primeiros textos do Correndomundo.

Eu, em 2006.
"TRANSIÇÕES são dificuldades duríssimas para mim. Abandonar um emprego, trocar de cidade, ser traída por uma amiga, terminar um relacionamento,ver um filho partir, largar tudo, começar tudo de novo, foram passagens doídas, transições sofridas - e sofridas. Nos intervalos dessas transições, já engordei 10 kg em um mês, já fiz pneumonias várias, já tive crises alérgicas terríveis. Mudei. Felizmente mudei. Abandonei as somatizações.Tornei-me mais produtiva. Bordei uma toalha de jantar imensa, em ponto-de-cruz, para a Téssia, em uma semana; em outra crise, teci cinco blusões em dez dias; em outra, viajei durante cinco dias e cinco noites praticamente sem dormir; e, ainda, em uma outra, bordei um tapete de dois metros quadrados em um mês... A transição que faço agora, neste primeiro semestre de 2006, deixando a Bahia depois de sete anos e voltando para o Sul, faz surgir este BLOG...Gugu viajou.Foi para a Alemanha. Depois vai para a Índia. Falo sempre que a vida é isso: uma sucessão de chegadas e partidas. Mas como dói!"

 
Bela União


"...Meu pai, a quem eu era muito apegada, morreu aos 44 anos , de tétano. Eu tinha 11 anos ...paguei muita terapia até compreender bem esse fato. Minha mãe , Anália Pinto Menine, uma mulher forte,inteligente, amorosa e perspicaz, morreu aos 84 anos. Viveu na fazenda até pouco tempo antes de morrer. Levantava bem cedo, de madrugada mesmo , e , quando questionada sobre esse hábito , respondia sempre que era para " aproveitar bem a vida". A maior prova de sua inteligência era o fato de conversar com cada um de seus sete filhos sobre o assunto que interessa a eles. Comigo conversava muito sobre plantas, índios e viagens, embora achasse perigoso esse meu costume de andar sempre "CORRENDO MUNDO" - daí a origem da denominação deste Blog...."


Meus Pais 

No início deste blog, sem pensar ainda na sua continuidade, um lugar já era reservado a Fernando Pessoa.

"Viver não é necessário;
o que é necessário é criar.
Não conto gozar a minha vida;
nem em gozá-la penso.
Só quero torná-la grande,
ainda que para isso tenha de ser o meu corpo
e a minha alma a lenha desse fogo.
Só quero torná-la de toda a humanidade;
ainda que para isso tenha de a perder como minha.
Cada vez mais assim penso." 

Fernando Pessoa

Valentina, minha quase bisneta.

No Correndomundo, ainda está um pequeno texto que explicita para quem ele é dirigido:

"Este blog destina-se à minha família - restrita e ampliada - principalmente aos pequenos, como Pedro e Massimo, porque talvez eu não os veja adultos. Nele, optei por registrar uma das minhas grandes paixões, que é " andarilhar", e escrever sobre a razão do meu viver, que são os meus espaços e os meus afetos." 


Pedro e eu, no Uruguai, em 2010.

Este Blog foi muito, mas muito além do que dele eu esperava. Serviu como canal para reencontrar amigos, alunos, colegas e parentes; através dele conheci pessoas fantásticas que me possibilitaram valiosas interlocuções; foi não só espaço de registro de memórias, como também um companheiro em horas bem difíceis. Com alegria e gratidão, percebi que sua leitura incentivava algumas pessoas a viajarem - parte da minha utopia de um mundo mais amplo, diverso, acolhedor e fraterno. 

Valeu muito o incentivo para continuar a escrevê-lo. Agradeço-lhes com flores: