sábado, novembro 30, 2013

"Bahia que não me sai do pensamento..."

Chegada em Salvador pela orla
São fortes meus vínculos histórico - afetivos com este Estado, que conheço há quase quarenta anos. Morei em Salvador durante sete anos. Viajei muito para o interior, onde estão meus lugares preferidos e minhas melhores recordações. Hoje vivem aqui meu filho caçula, muitos amigos e alguns afilhados. Retorno sempre que posso. E, quando retorno, faço um recorrido por meus espaços favoritos. 

Salvador visto de São Lázaro.
Ondina, bairro em que morei e aprendi a viver o carnaval baiano, tem , entre seus encantos, que são muitos, a proximidade com a Igreja de São Lázaro, onde dentro dela se reza Pai-Nosso e Ave Maria e, em frente a ela, pode-se tomar banho de pipoca, a flor do milho, num ritual de Candomblé, com a bênção dos Santos e dos Orixás.Sincretismo perfeito. As baianas que realizam o banho de pipoca, atualmente só estão lá às segundas-feiras e em datas especiais.

Altar da Igreja de São Lázaro

As Gordinhas, representando a mulher branca, a índia e a negra,   constituem uma atração da avenida Adhemar de Barros, em Ondina. Feitas em bronze pela artista plástica Eliana Kértsz, pesam cerca de uma tonelada e medem três metros de altura. São charmosas, exuberantes e muito fotografadas.  Eu morava num aparthotel em frente às esculturas, o que levava  Albertino, meu querido amigo baiano, a chamar esse espaço  de aldemário - as gordas + eu.

Uma das gordas de Ondina

Na mesma avenida Adhemar de Barros, está a Residência das Filhas do Coração de Maria, congregação religiosa mantenedora da Faculdade Social da Bahia e do tradicional Colégio ISBA. Lembro, com saudades, de Estelinha e Antonieta - já falecidas - e de Anajar, Maria Alice, Nilza, Francemi, Lélia, Noêmia, Gervis e Alis... Morar um ano na Residência foi  aprendizado intenso de um viver muito diferente do meu.

Vista desde o Alto de Ondina
Rio Vermelho lembra os escritores Jorge Amado e Zélia Gattai; lembra esculturas, painéis e muito verde. Aqui vivia também Carlinhos Brown , na rua Barro Vermelho, numa grande casa, com fundos para o mar. No  lugar dessa casa, está sendo agora construído um grande edifício , cuja cobertura - dizem -  pertencerá a Brown. A rua Barro Vermelho fica próxima à rua Fonte do Boi - encantam-me os nomes de ruas,bares e restaurantes baianos.
Praia do Buracão
Também na Barro Vermelho, próximo a Praia do Buracão, onde era a antiga maternidade do Bairro, constroem-se um novo complexo residencial e um hotel de bandeira ainda não divulgada. Bairro boêmio de Salvador,  Rio Vermelho concentra  bares e botecos, hotéis, restaurantes e as melhores baianas de acarajé , como Cira e Dinha.
Dique do Tororó
O Dique do Tororó, revitalizado para receber, na Arena Fonte Nova, a Copa das Confederações e a Copa  do Mundo em 2014, tornou-se visita obrigatória. Os Orixás continuam a embelezar a área e a atrair devotos, visitantes, turistas e andarilhos.

Orixás no Dique do Tororó
A Itaipava Arena Fonte Nova, inaugurada oficialmente em 5 de abril de 2013, recebeu seu primeiro jogo no dia 7 seguinte, quando se enfrentaram os tradicionais rivais , Bahia e Vitoria. Nao tivemos sorte: Bahia, o meu time, perdeu ... feio! A capacidade da Arena e de 52 mil pessoas. Até agora, o recorde de público foi no jogo Brasil e Itália, na Copa das Confederacoes.

Itaipava Arena Fonte Nova
Fundada em 1931 pelo italiano Mario Tosta, a Sorveteria da Ribeira, no Largo da Ribeira,  tornou-se tradicional endereço incluído nas agendas de visita à cidade. Ambiente simples, decorado com azulejos, preserva a fórmula dos seus famosos sorvetes, feitos com frutas frescas, descascadas manualmente, sem uso de corantes e conservantes. Usam-se produtos regionais, como cajá, cajarana, mangaba, tamarindo, biri-biri, coco, goiaba e pinha. Mantém preços comuns a qualquer similar industrializado.Comenta-se que, nos fins de semana, seus clientes ultrapassam a três mil, que podem , ainda, encantar-se com a vista de águas e de  barquinhos e de árvores frondosas bem na frente do prédio da sorveteria.
Meu delicioso sorvete de coco e goiaba
Desde quando eu morava em Salvador, a Perini - seja padaria, confeitaria, cafeteria,mercado ou delicatessen - foi meu endereço preferido para compras de alimentos especiais ou mesmo para tomar um café . Com várias localizações , a Perini da Pituba tornou-se a minha preferida. Lá posso encontrar variedade de queijos, pães, frutas, legumes, vinhos e especiarias internacionais. Posso comprar também produtos regionais, como banana da terra, jiló, quiabo, maxixe. Uma festa de formas,cores e aromas.

Perini do Barra
Quando vim morar em Salvador, elaborei, em conjunto com meu filho, uma relação dos restaurantes que nos diziam ser os melhores da cidade. Seguimos ordenadamente, experimentando cada um deles e fazendo anotações que nos possibilitavam uma avaliação criteriosa. Ao final de seis meses, estava concluida a árdua tarefa a que nos propunhamos.

Orla de Salvador
Elegemos, como nossos favoritos, Boi Preto, Iemanjá, Maria Mata Mouro, Paraiso Tropical  e o vegetariano Manjericão. Com alegria, passado vários anos, fico sabendo que esses restaurantes continuam a existir e a figurar na lista dos melhores.Não estou incluindo restaurantes de cadeias internacionais, como o australiano Outback. Registre-se que a comida de boteco, na Bahia, é também deliciosa.

Outback do Shopping Barra
Fui com Adriana na CEASinha do Rio Vermelho, que atualmente recebe ampliação, melhorias e reconstruções. É um lugar lindo de ver  e bom para  fazer compras, especialmente de produtos regionais, como frutas - caju, manga, acerola, seriguela, umbu, pinha e coco - legumes, verduras, flores, biscoitos e doces. Nunca saio de lá sem farinha de mandioca ( amarela) , pimentas diversas,  feijão verde e biscoitinhos e geleias apimentadas. É a hora também de conversar sobre economia regional com os pequenos produtores e  de escutar expressões típicas do local. Belo passeio.

Minha nora na Ceasa do Rio Vermelho
Senti-me triste com  o desaparecimento do Clube Espanhol. Era um espaço tradicional, belíssimo, amplo, onde se podia almoçar em bons restaurantes e de onde se podia ver a baía com seus recortes e cores. No lugar do Espanhol, um edifício muito grande , com apartamentos caríssimos, e que nada de especial acrescentou àquela área nobre. Pedi ao Senhor do Bonfim para proteger e preservar  essa cidade tão linda .

Senhor do Bonfim, protege Salvador!

Os Terreiros constituem  atração fascinante de Salvador, cidade em que cerca de 80% de seus habitantes descendem de africanos - origem que se manifesta na beleza do povo, na expressão da cultura e na forma de organização social. As religiões de matriz africana são presença forte no cotidiano da Bahia. Desta vez, não fui a nenhum terreiro porque estava muito calor e meu tempo era escasso. Ao passar pela Vasco da Gama, lembrei-me, com saudades, das festas de Erê a que eu assistia ali, na casa Branca. A localização dos terreiros pode ser encontrada no www.terreiros.ceao.ufba.br Visita imperdível!

Detalhe da orla na Avenida Oceânica

Quem visita a Bahia, visita o Bonfim - nao só a Colina, mas também a Igreja.  Lembro-me de colegas e amigos, que,  quando trocavam de carro, o primeiro passeio  era ao Bonfim - pedir proteção e agradecer. E mesmo um lugar especial. Se não há devoção, há um entorno belissimo com a vista da Igreja,  da baia e da Ponta de Humaitá. Importa , no entanto, ter muita paciência com os vendedores de fitinhas,rosários, medalhas e muitas quinquilharias mais. Sem paciência, perde-se o bom humor - o que e sempre lamentável.

Igreja do Bonfim

Para quem gosta de compras e comprinhas,  Salvador oferece muitas alternativas nos shoppings locais.O Shopping Barra, está turisticamente muito bem localizado e tem ótimos restaurantes.  O Iguatemi é grande, com ampla oferta de cinemas e serviços e com uma particularidade :  uma certa identificação dos andares com faixas de renda. O Salvador Shopping , próximo à Tancredo Neves, destaca -  se  pela presença de grifes mais exclusivas.Há, ainda, outros tantos , como  Itaigara,  Salvador Norte, Center Lapa, Piedade e Bela Vista.
Decoração de Natal no Shopping Barra

A novidade da vez , em Salvador, 'e o Outlet Premium, já em pleno funcionamento, localizado no km 12,5  da Estrada do Coco, direção Camaçari. Nao estive lá, mas as informações que tenho, dão conta de  um espaço bastante vantajoso para compra de grifes nacionais  e internacionais, como Lacoste, Nike, Calvin Klein e Náutica. Compro cada vez menos ... e somente o necessário, razão por que não incluo esses espaços nas minhas visitas.

Ronald e Josemir no Alto de Ondina

No final de mais esta andarilhagem pela Bahia, um agradecimento especial a Josemir. Há mais de 10 anos, ele nos conduz com segurança e nos atualiza com as mudanças locais. Pessoa íntegra que, com simplicidade, pontualidade e paciência, acompanha a todos nossos amigos e familiares, moradores ou visitantes na Terra do Senhor do Bonfim. Sempre nos  espera e nos leva ao aeroporto e faz conosco roteiros por Salvador e pelas cidades vizinhas. Mais que um taxista, é um amigo de quem gostamos muito.Os telefones dele são:(71) 8894 9401 / (71) 93023729.

Largo da Ribeira

Saio daqui pensando em voltar. Saio sentindo saudades do que vi desta vez e do que não consegui ver. Gostaria de ter ido à Casa do Sol, em Cajazeira 5,  e ao Kilombo do Kioiô, na  Suburbana,  lugares que muito acrescentaram à minha história de vida. Gostaria de ter caminhado , sem rumo definido, por todo o Pelourinho; de visitar museus e de ir a teatros; de ter passeado de barco,  vendo a silhueta da cidade afastar-se ou aproximar-se.

Itapoã - Pedra da Sereia
Enfim, gostaria de ter permanecido por mais tempo e ter ido para o interior.Saio sem ter conversado com amigos muito queridos, sem ao menos tê-los visto. Uma semana é muito pouco, priorizei, por isso,  o convívio com meu filho, que, como eu, traça Salvador e ama a Bahia.

"Iansã cadê Ogum? "