sábado, novembro 09, 2013

" Assim como as violetas..."

Velha aroeira da minha casa

Trabalhei e morei em muitos lugares. Tal qual algumas plantinhas, crio raízes e me adapto  facilmente. Em todos esses lugares, vivi bem e, de todos eles, tenho boas lembranças - porque as boas lembranças sempre se sobrepõem àquelas não muito boas.

Ponte pênsil entre RS e SC
Em setembro, quando vim morar em Torres, saí da Bela União bastante triste. Um mês depois, havia sido reavivado todo o meu gostar daqui, e eu estava feliz de retornar à minha casa de tantas recordações e a esta cidade tão agradável e bonita.

Lagoa do Violão
Encontrei Torres mais limpa, mais cuidada e enfeitada com muitas flores. E encontro ainda , nestes dias, lugares para estacionar. Só quem mora aqui, no verão, sabe o que significa uma vaga de estacionamento no centro. Uma vez fui ao banco de carro. Depois de andar muito, acabei estacionando ... na frente da minha casa.

Praia da Cal em Torres
Agora, novembro, já se vê movimento de moradores-veranistas. Pintores, eletricistas, estofadores, jardineiros e faxineiras passam a ter agendas lotadas, com muitos dias de espera e altas negociações por algumas horas de trabalho. Felizmente já estou com a casa organizada e o jardim quase... quase.

Entre Praia da Cal e Prainha
Quando tudo estiver pronto, na casa e no jardim. e muita gente estiver transitando  por  Torres, lá vou eu à procura de um Natal com neve.

Rio Mampituba e ponte entre RS e SC

"Toda a manhã que raia, raia sempre no mesmo lugar,
Não há manhãs sobre cidades, ou manhãs sobre o campo.
À hora em que o dia raia, em que a luz estremece a erguer-se
Todos os lugares são o mesmo lugar, todas as terras são a mesma,
E é eterna e de todos os lugares a frescura que sobe por tudo."


Fernando Pessoa
Em casa...depois de ter feito as fotos acima