quinta-feira, dezembro 25, 2008

Natal 2008



Tivemos uma boa festa de Natal. À noitinha, Mile, Cibele, Pedro e eu fomos de Torres para a casa da Zeli e do Ary, em Capão.
Lá estavam também Fernando, Igor, Lilian, Juninho, Gonçalo e Isadora , esta vivendo seu primeiro Natal.
Foi uma noite tranquila e bonita com um jantar excelente. As muitas risadas ficaram por conta do Papai Noel, sempre de botas vermelhas de verniz, muitas pulseiras, unhas pintadas, perfumado e com a leveza inteligente e divertida da Zeli. . Até Gonçalo, com seus três anos, confidenciou: acho que o Papai Noel é a VOINHA! Este foi, portanto, o ano em que Gonçalo deixou de acreditar em Papai Noel. Estava na hora, segundo Pedro. Agora só restam a Isadora e o Joaquim para acreditar.
A cara do "bom velhinho" , neste ano, era nova e era sorridente! A do ano passado, tinha já um arranhão na face e um olho diferente do outro. Não sei qual das duas era mais assustadora ( ou engraçada!)
Senti a falta de algumas pessoas, mas felizmente já aprendi a respeitar as escolhas e aceitar as impossibilidades.
Importa mesmo a construção de belas recordações especialmente nos pequenos. Falávamos ontem de quando os pais das crianças de agora eram as nossas crianças. Tempo voa!
Pedro se despediu dos primos dizendo: até daqui a um ano! É a certeza de quem tem 9 anos de idade. Os mais velhos já estão na fase de agradecer por mais este ano.