sexta-feira, janeiro 26, 2007

Temporada em Torres




Hoje, 15 de fevereiro, está fazendo exatamente dois meses que estou em Torres. Alguns acontecimentos foram muito importantes para mim durante esse período. Entre eles, destaco :
a permanência de Pedro comigo;
o convívio com família e amigos;
a visita de minha amiga Lídia;
a reforma da casa;
o nascimento de Massimo;
a aprovação de Ricardo no vestibular;
as leituras sobre a Índia e os passeios que realizei aqui.
Pedro é filho de Fabiana, minha filha. Como trabalhei sete anos na Bahia, pouco havia convivido com ele. Neste verão, Fabiana o deixou comigo por dois meses. Ele é um belo menino: muito inteligente, bem educado, sensível e alegre.
Pedro me fez lembrar o tempo todo da infância de Patati e Gugu. É muito parecido com eles. Conversamos muito. Um dia ele me perguntou se era muito difícil ser uma pessoa idosa. Tivemos um "papo cabeça" sobre as diferentes fases da vida e de
                                                                                      como a percebemos em nós e
nos outros. Apesar disso, terminei dizendo que idosa era "a mãe"... Pedro me falou da curiosidade que tem de assistir a dois eventos: um casamento e um enterro. Prometi satisfazer essa curiosidade... Ele me contava muitas coisas de quando ele era pequeno...Agora , com sete anos, considera-se um adulto. Brinca muito com "Lego", fala muito e tem respostas originais e imediatas. Garante que não tem "afinidade política com Bush" e faz muitos planos para seus filhos. É uma criança feliz e esperta. Foi uma bênção minha convivência com ele. Apesar disso, preciso de umas férias depois desses dois meses !Sono stanca! Os filhos são crianças na hora exata em que temos fôlego para eles!
Tive hóspedes e visitas muito agradáveis durante a temporada : Odete, Fernando e Andrea, Luís Antônio e Téssia, Poti e Horto, Maria do Carmo, Alda , Frederico, Marli, Neneca, Rosana, Lídia...Cibele ficou toda a temporada comigo. Ele é minha cunhada, mas eu a considero como uma irmã. Ela é sempre solidária, amiga, presença agradável. Adoro a Cibele. Fabiana,Fabianinha e Fernando cresceram nesta casa. Gostam daqui. Mile é meu irmão-um-pouco-filho-também. Sinto muito a falta deles. Foi muito bom terem ficado comigo aqui.
"Quero ser teu amigoNem demais e nem de menosNem tão longe e nem tão pertoNa medida mais precisa que eu puderMas amar-te como próximo, sem medida,E ficar sempre em tua vidaDa maneira mais discreta que eu souberSem tirar-te a liberdadeSem jamais te sufocarSem forçar a tua vontadeSem falar quando for a hora de calarE sem calar quando for a hora de falarNem ausente nem presente por demais,Simplesmente, calmamente, ser-te paz.É bonito ser amigo,Mas confesso,É tão difícil aprender,Por isso, eu te peço paciênciaVou encher este teu rostoDe alegrias, lembranças!Dê-me tempoDe acertar nossas distâncias!"Fernando Pessoa
Lidia é uma meravigliosa donna. Veio de Roma.Fui , com a Fabianinha, buscá-la em Porto Alegre. Pela primeira vez fica uma temporada no Sul. Grande amiga. Bela pessoa. Conviver com ela é um ganho constante. Inspirada em detalhes da frente da casa,Lídia fez para mim uma aquarela belíssima. Ela pinta e escreve muito bem.Rosana é uma irmã de todas as horas. Temos muitas afinidades e nos conhecemos muito bem. Sinto falta dela.Na foto abaixo, Lídia e eu. O cenário, Aparados da Serra, no município de Cambará do Sul, canyon Fortaleza.
Lídia, Rosana e eu fizemos um passeio bem interessante : Serra Gaúcha e Região dos Vinhedos.
De Torres, fomos a Cambará do Sul. Fortaleza, nos Aparados da Serra, foi nosso destino inicial. A estrada de acesso é ruim; a beleza, compensa. À tardinha, um hotel fazenda, em São Francisco de Paula, nos recebeu : muito verde e mais de duzentos pinheiros (araucária). Veio depois Gramado e Canela, surpreendendo Lídia com seus encantos e me fazendo reviver lugares que há bastante tempo não via.
Passeios tranqüilos e comprinhas - ninguém é de ferro!
Dormimos em Canela, na Pousada La Vie en Rose. Uma parada em Nova Petrópolis - melhor lugar para compras. Gracinha de lugar, com bandinha alemã e tudo... Por último, Bento Gonçalves. Festa Nacional do Vinho e passeio pela rota dos Vinhedos. Hotel bom( http://www.vinocap.com.br/ ). Desenvolvimento impressionante da região. À tardinha, estávamos em Torres novamente, com muitos mimos e regalos para a família( como dizia meu amigo Ariovaldo) .

Desde que cheguei em Torres, faço reformas na casa.
Com a pintura externa, voltei a cor inicial da casa.O banheiro do apartamento junto à garagem foi totalmente refeito. Um painel de azulejos, que comprei em Recife no ateliê de Brenann, foi colocado na parede da sala. Portas e pisos foram trocados. Consertos os mais diversos foram feitos. Quando os operários terminarem o trabalho, será certamente hora de eu voltar. E no próximo ano, haverá muitas coisas a fazer. Casa de praia é isso: pouca ocupação e muitos gastos. A minha casa, entretanto, vale pela memória que abriga. A lembrança de meus filhos e sobrinhos brincando aqui, nas suas diferentes idades , merece ser preservada.

Nasceu Massimo Menini Trindade, o Max , primeiro filho do Patati e da Valéria. Na foto, está no seu quinto dia de vida. Que as fadas o abençoem. Que os anjos o protejam.
Eu tenho muita pressa que o tempo demore a passar. Os nossos bebês já têm seus bebês - e eu tenho medo de não vê-los adultos. Pedro me garante que eu vou viver até a adolescência dele. Eu torço para que ele tenha uma adolescência tardia - e eu , uma vida saudável.
Uma alegria grande neste período foi a aprovação de Ricardo no curso de Medicina na UFSM e na UFRGS. Ele é filho da Neneca e do Antônio Ângelo. Eu o considero um dos meus queridos sobrinhos.
Aproveitei para ler sobre a Índia e planejar minha próxima viagem. Já tenho a passagem para partir dia 12 de abril próximo. Pretendo ficar três meses na Índia e dois meses na Europa. Como sempre, viajo na viagem. Tenho ânimo e encantamento quando faço isso. Na Índia, vou encontrar Gugu , Fabrício , Krithika, Raven e Raiz. Eles têm planos para me mostrar muitos lugares. Eu estou feliz com a possibilidade de viajarmos juntos. Eu os amo muito.

"Para ser grande, sê inteiro: nadaTeu exagera ou exclui.Sê todo em cada coisa. Põe quanto és No mínimo que fazes.Assim em cada lago a lua todaBrilha, porque alta vive". Fernando Pessoa