segunda-feira, março 13, 2017

Sugestão de Roteiro de Viagem 05: Andaluzia - 3a.parte

                                                       Andaluzia : proximidade de Jaén


Nesta minha terceira sugestão de roteiro pela apaixonante Andaluzia, indico-lhes um passeio que, se incluir Granada, pode ser feito em torno de oito dias, dependendo - é óbvio -  do meio de transporte e do estilo do viajante. Incluo, nessa sugestão, Granada, Úbeda, Baesa e Jaén + um almoço num povoado de Las Alpujarras e um olhar atento aos campos de oliveira.


                                                                Úbeda :  Centro Histórico

Em Granada, já relacionamos, em postagens anteriores, alguns de seus cantos e encantos, começando sempre pelo maior deles, por Alhambra. Hospedar-se em Granada e fazer um bate-e-volta, de ônibus ou de carro, às gêmeas Úbeda e Baesa, Patrimônios da Humanidade pela UNESCO, é bem interessante - mas saia de manhã cedo e volte à tardinha, com luz suficiente para admirar a beleza dos campos com enormes plantações de oliveira.


                                                                 Andaluzia - Úbeda

Fui a Úbeda de ônibus.Essa pequena e linda cidade está encravada entre os vales dos rios Guadalquivir e Guadalimar. Comecei meu roteiro pelo Hospital Santiago, principal expoente do Renascimento Espanhol, cuja aparência não lembra um hospital, lembra sim um palácio ou fortaleza. Construído entre 1562 e 1575, é hoje um bonito Centro Cultural, com espaços para exposições, feiras e congressos. À frente dele, uma bela torre com detalhes coloridos.


Basílica de Santa Maria em Úbeda

Depois do Centro Cultural, percorri praças e ruas, observando  palácios e casas da aristocracia, que mostram o interesse pela autopromoção e a pompa dos fidalgos e senhores, com destaque para  o Palácio de los Marqueses de la Rambla, o Palácio de los Condes de Guadiana, a Casa-Palácio del Deán Ortega e o Palacio Vela de los Cobos. Visitei a Basílica de Santa Maria e a Praça Central. Em tudo, a influência conjugada de árabes, judeus e cristãos tanto na cultura, quanto na magnífica arquitetura. Com 36 mil habitantes, a pequena-grande Úbeda faz jus ao seu lugar na lista da UNESCO.



Catedral de Jaén

Jaén é o maior produtor mundial de azeite de oliva. É tão bonita a cidade quanto seu entorno. O privilégio de habitá-la pertence a 120 mil pessoas. Está localizada ao pé do Cerro de Santa Catalina, nas proximidades do Castelo, uma fortaleza moura que ocupa o ponto mais alto da cidade. Suas estreitas ruazinhas são realmente encantadoras.

A cidade de Jaén vista do Cerro de Santa Catalina

A Catedral de Jaén - construída como tantas outras no lugar de uma antiga Mesquita - está localizada, no coração do centro histórico, na Praça de Santa Maria, de onde domina o cenário. Grandiosa e imponente, essa igreja foi concluída no século XVIII e nela podem ser observados muitos traços do barroco tardio, embora predomine o renascimento em sua fachada e nos seus interiores. Uma boa compra na cidade é mesmo azeite de oliva em diferentes e bonitos recipientes.


A Catedral parece maior do que  Jaén

Baesa - junto com Úbeda Patrimônio Mundial desde 2003 - é um dos núcleos renascentistas mais importante da Espanha. Esta distante de Granada 145 km  e de Úbeda, 10 km. A Catedral renascentista de Baeza está localizada na Praça de Santa Maria, onde também se encontra a Fonte de Santa Maria. Foi sede do bispado de Jaén durante alguns anos, no século XIII .


                                                         Centro de Baeza - Fonte dos Leões

Como muitas outras catedrais e igrejas famosas, ela foi construída no lugar onde havia uma mesquita. A Fonte de Santa Maria divide a Praça - também de Santa Maria - entre a Catedral e o antigo Seminário de San Felipe Neri, onde hoje está a Universidade Internacional de Andaluzia Antônio Machado - magnífica e tradicional na região.


Ruazinha de Baeza

Em Las Alpujarras, viveram árabes e judeus - hoje muito poucos na região. O que se chama de Las Alpujarras, é um conjunto de vales, com 70 km de comprimento, onde se encontram muitas aldeias brancas, parecendo oásis, já que estão rodeadas por encostas áridas, pedras imensas, profundas fendas, bosques e riachos - riquíssima diversidade! 


                                                     Povoados em Las Alpujarras

Muitos estrangeiros transitam atualmente por essa região, que foi colonizada por bérberes, nos séculos 10 e 11. Foi também uma grande fazenda onde se criavam bichos -da-seda para abastecer as oficinas da cidade de Almeria. Depois da conquista da região por Fernando e Isabel - 1492 - a indústria definhou, e muitas aldeias foram abandonadas. Árabes e Judeus viviam por aqui.



Orgiva - Las Alpujarras


Minha meta era passar o dia em Orgiva. Com seus 6 mil habitantes, é a principal cidade do oeste de Las Alpujarras. Tem um centrinho interessante, onde estava um antigo castelo, transformado hoje no prédio da prefeitura, e onde está uma igreja construída sobre uma mesquita do século 16. Todas essas pequenas são conhecidas pela deliciosas comidas que servem - e o café também e bom.



                                                                                              Jaén

Este roteiro pode ser ampliado, chegando-se até Almeria....ou passando para Marrocos, país que está bastante próximo. A bonita Antequera pode também ser incluída, bem como as praias mais famosas do Sul da Espanha. E para quem se interessa por História e Literatura, Andaluzia é lugar de valioso aprendizado - aqui Lorca viveu e aqui ele foi assassinado.


Universidade Antonio Machado