quinta-feira, fevereiro 23, 2017

Sugestão de Roteiro de Viagem 03: Andaluzia - 1a.parte



                                                                 Jerez de la Frontera


A Espanha oferece roteiros fantásticos em qualquer direção que se tome. Tenho, no entanto, maior paixão pelo sul, mais especificamente, pela Andaluzia.  Neste 2017, farei -  se Dio Vuole  - minha quarta temporada andaluz. Continuarei alternando trem e ônibus, conforme a rota, os horários e os preços dos bilhetes. Madrid / Córdoba - de trem, em viagem com pouco mais de uma hora de duração, a partir da estação Porta de Atocha  - é um bom início para o recorrido.




Córdoba - La Juderia



Totalmente desaconselhável passar por Córdoba  sem ficar ao menos um dia - ainda que seja tempo insuficiente para as muitas atrações que a cidade oferece. Caminhando ou de táxi, vá até a Mesquita-Catedral, uma das mais impressionantes e imponentes que eu conheço. A partir daí veja o rio , com suas margens bem arborizadas, a ponte antiga onde apenas pedestres transitam, os monumentos, o alcázar, o bairro judeu ( La Judería ) e as muralhas que sugerem e proporcionam passeios incríveis.



                                                        Interior da Mesquita - Catedral



Como Mesquita ( a de Córdoba ) é a maior do mundo islâmico no Ocidente. Sua superfície total alcança 24 mil metros quadrados. Está cercada por muralhas feitas com enormes pedras quadradas, onde se vêem muitas portas interessantes, como a Porta do Perdão, construída no século XIV, em estilo Mudejar - um estilo próprio da Espanha, um ponto de encontro entre o Cristianismo e o Islamismo." http://correndomundo.blogspot.com.br/search/label/C%C3%B3rdoba






                                                                         Sevilha


O mesmo trem - o AVE - que vai de Madrid a Córdoba vai também  a histórica e grandiosa Sevilha. É um  trem de alta velocidade, que faz o percurso todo, entre as estações de Atocha ( Madrid ) e Santa Justa ( Sevilha )  em 2h30min. Há muito o que ver e com o que deslumbrar-se nessa cidade - detalhes que podem ser encontrados em: http://correndomundo.blogspot.com.br/2015/01/sevilha-colorida-vivaz-e-apaixonante.html





                                                     
                                                           Vista parcial do Alcazar


Reserve ao menos dois dias para passear por Sevilha e ver lugares e monumentos magníficos, como a Catedral, maior templo da Espanha e que foi construído sobre uma Mesquita - entre pela Porta do Perdão, no Pátio onde se encontram 66 laranjeiras;  a Torre Giralda, um antigo minarete de onde se tem magnífica vista da cidade;  o Alcazar, a Praça de Touros, o Teatro Real, a Torre de Ouro, o Museu de Belas Artes, a Basílica de la Macarena, o Parque Maria Luís, a Praça de Espanha ( onde foi filmado um episódio da segunda parte de Star Wars ) e o Monastério de la Cartuja. Imprescindível incluir longas caminhadas pelos bairros Centro, El Arenal e Santa Cruz e um passeio pelo calçadão do rio Gualdalquivir.




                                             
                                                        Laranjeiras nas ruas de Sevilha



Em uma das viagens, depois de Sevilha, continuei de trem para Jerez de la Frontera, cidade que se custa um pouco a descobrir-lhe os encantos e os tesouros, como os bairros ciganos Santiago e São Miguel, berço de famosos cantores de flamenco; as bodegas ( adegas ) - cerca de 20 - a maioria delas abertas ao público e com visitas guiadas; os cavalos andaluzes e os espetáculos que eles apresentam; o flamenco, que está por toda parte. E o Jerez, bebida bem conhecida e bastante apreciada em muitos países.



                                  Escultura de  Lola Flores, famosa cantora e bailarina de Flamenco



As principais Bodegas de Jerez são a Gonzáles Byass, que detêm a marca Tio Pepe, e aceitam visitas com reserva antecipada; a Tradición, famosa pelo xerez envelhecido 20 anos e pela coleção de artes que abriga e que inclui Velasquez, Zubarán e Goya e a Sandman, bastante conhecidas internacionalmente. Ao transitar pela bodegas, entretanto, esteja atento para ver e encantar-se com grandiosos monumentos, praças e prédios históricos.




                                                                         Praia em  Cádiz


Assim que cheguei a Jerez de la Frontera, comprei bilhetes para  Cádiz. Pertinho - uns 40 min de trem. Dois dias depois, eu chegava à cidade de onde partiu Cristóvão Colombo para duas de suas expedições ao Novo Mundo. Localização privilegiada. Cidade encantadora. Águas de cor inesquecível - contornada, em grande parte, pelo oceano Atlântico. Diz-se que Cádiz foi fundada pelos Fenícios em 1104 a.C. e que, provavelmente, seja a cidade mais antiga da Europa. Dizem...





                                                   Vista parcial da Catedral de Cádiz




"Atualmente, Cádiz possui um belo centro , que se divide em quatro bairros: o Barrio del Populo, centro medieval, onde se encontra a Catedral; o Barrio de Santa María, bairro cigano, importante fonte do Flamenco; o Barrio de la Viña, antigo vinhedo, hoje o principal bairro de pesca; e o Barrio del  Mentidero, centro dos bares e a moderna vida noturna.Imperdível mesmo é o Barrio del Populo, lugar agradável e bonito"http://correndomundo.blogspot.com.br/search/label/C%C3%A1diz

                                               


                                                                Campos da Andaluzia




"Interessante a Caminhada Costeira, uma trilha de quatro quilômetros e meio. Andando por ela, tem-se uma bonita visão da Bahia de Cádiz. Fui até a orla e vim  até o bonito Parque del Genovês, um jardim com cachoeiras e árvores diversas. Daqui, eu pretendia chegar ao Castelo de Santa Catalina e ao Castelo de San Sebastian. Começou, entretanto, a chover, a ventar mais e a ficar muito frio. Entre uma pneumonia e uma visita abortada, decidi voltar imediatamente para Madrid."





                                                        Carla Rossa e eu em Córdoba


" Voltei prevendo um retorno a região de Malaga, para visitar Marbella - pelo seu invejável passado histórico, não pelos famosos que têm lá suas casas, como o malagueño Antônio Banderas; Torremolinos -  onde se realizou, em outubro de 2011, a primeira Expo Gays, que atraiu mais de 15 mil visitantes;  Mijas - que era um pueblito humide, localizado entre o mar e a montanha, e hoje é o município mais rico da Província. Atraiu, na década de 60,  boêmios e artistas de todo o mundo. Famoso pela natureza e por uma cultura muito particular. Agenda para junho...ou para a próxima vinda à Espanha".  Obs. Na próxima postagem,  Málaga, Granada - minha paixão - e um roteiro maior também pela Andaluzia.




                                                                        Córdoba