segunda-feira, novembro 21, 2016

Museu do Ouro - Bogotá,Colômbia.


Magnífica peça a ser usada por nobres e xamãs

" El oro se extrae de la tierra,
se transforma, se usa, se hace
símbolo y vuelve a la tierra
como ofrenda."

Em material de divulgação do Museu do Oro


Delicadeza e arte na confecção de adereços

Imperdível atração, o Museu do Ouro - Museo del Oro - precisa constar da lista do que fazer ou do que ver em Bogotá, capital da Colômbia. Interessa como arte, cultura, história; comove pela beleza e esplendor de um povo e de um tempo. Abriga  33 mil  peças, das quais 5 mil estão em exposição. É, provavelmente, o maior museu de ouro do mundo. 



Diversidade de objetos e de técnicas

O Museu do Ouro faz parte de um valioso complexo de museus pertencente ao Banco da Republica da Colômbia.  Sua exposição permanente busca levar os visitantes a conhecer a história do ouro e de outros metais no âmbito das sociedades pré-hispânicas do atual território  colombiano.


Peça do acervo do Museu do Ouro

Em cinco grandes e ricas secções, o museu mostra:  o trabalho com metais, descrevendo as técnicas de mineração e manufatura antigas; a  gente e o ouro na Colômbia Pré Hispânica, mostrando o uso dos metais dentro da organização política e religiosa; o simbolismo e a cosmologia, relacionando os metais aos temas míticos e ao xamanismo; a oferenda, mostrando o mundo das cerimônias que dão equilíbrio ao mundo; e,  por último,  busca a interatividade e a reflexão  sobre a    diversidade e o significado do patrimônio que no Museu do Ouro se preserva.



Delicadas peças em ouro

Desde 1939, o Banco da República se propõe a investigar, preservar e dar a conhecer o patrimônio arqueológico da Colômbia, mantendo o Museu do Ouro. A maioria dos objetos expostos foram  nas zonas arqueológicas de San Agustín, Calima, Tumaco, Quimbaya e Nariño, onde, entre os anos 500 e 1000,  povos ancestrais viveram e se desenvolveram.



Adereço que incluía também sonoridade

O Museu do Ouro está localizado numa esquina do conhecido Parque Santander, no Centro Histórico de Bogotá e instalado em elegante edifício recentemente renovado. Oferece espaços amplos, com salas de exposições permanentes e temporárias, auditório, loja, restaurante e cafeteria. Oferece, ainda, visitas guiadas gratuitas em espanhol e inglês. Tem audioguias à disposição dos visitantes.


Na frente do edifício do Museu...

Está fechado todas as segundas- feiras. Mantém-se aberto , de terça a sábado, `das 9h às 19 h e , aos domingos, quando é grátis para todos os visitantes, está aberto das 10h às 17h. Mais informações podem ser acessadas em www.banrepcultural.org


Pedro no interior do Museu de que tanto gostou.