quinta-feira, novembro 24, 2016

Bogotá/Quito - Primeiras notícias do Equador

Botero : Mulher com Fruta - Bogotá

Meu último dia de passeio na Colômbia foi, realmente , a cereja do bolo : uma longa  visita ao Museu Botero, o maior artista contemporâneo do país, de quem eu já havia conhecido algumas de suas fantásticas obras, tanto na Colômbia quanto na Europa. Botero terá uma postagem só para ele no correndomundo. Aguardem!



Bandeira do Equador no Palácio Presidencial


Muito cedo - 05 h - Pedro e eu fomos para o aeroporto de Bogotá. O trânsito já estava barulhento e caótico. Novamente pela Avianca, fizemos Bogotá / Quito em 1h40min. Viagem boa. Atendimento gentil. Café da manhã razoável. Desembarque  tranquilo em Quito - nem pediram o comprovante de vacina contra febre amarela, que me custou tempo e irritação em Porto Alegre.



Centro de Quito no domingo à tarde


Foi simpatia à primeira vista com a capital do Equador - até o trânsito é menos barulhento e um pouco mais calmo de que os dois países já visitados nesta viagem. Um motorista nos esperava, pois eu havia contratado um transfer para o Hotel Real Audiência, onde estamos hospedados, aqui no centro histórico, na Praça São Domingos.



Detalhe da Igreja de San Domingo


Por sorte, este é o nosso terceiro dia em Quito, e o terceiro dia com temperatura agradável e com sol. Diz-se que, neste lugar, é comum fazer as quatro estações em 24 horas seguidas.. Quito está localizado ao redor de 2800 metros acima do nível do mar, em um vale na serra e cercado por grandes montanhas. Paisagem deslumbrante!



Montanhas vistas desde Mariscal

Em 1970, a UNESCO listou as duas primeiras cidades consideradas Patrimônio da Humanidade: Cracóvia, na Polônia, e Quito, no Equador. A razão por que Quito foi escolhido tem a ver com seu Centro Histórico - o mais bem preservado e menos alterado da América Latina. É realmente admirável.


Centro Histórico - desfile comemorativo dos 492 anos da fundação de Quito


Talvez o Equador seja o país da América Latina menos conhecido dos brasileiros. Assim como o Chile, ele não partilha fronteiras com o Brasil. Notei a presença de muitos turistas internacionais, como alemães, mexicanos, americanos do norte e - é óbvio! - asiáticos. Lamentei a ausência dos brasileiros. Visita certamente recomendada - entre outros motivos, por sua  geografia e pela gentileza dos equatorianos.



Diversidade geográfica

País encantador, é pouco maior que o Estado de São Paulo - e trinta vezes menor que o Brasil  Sua moeda é o dólar americano (USD) - o que assusta um pouco, embora eu não o veja como o país mais caro de nossa vizinhança. Foi no ano 2000 que, face a uma terrível crise econômica, o Equador trocou sua moeda, o sucre, pelo dólar, que passou a ser nacionalmente adotado



Vulcões e lagoas cristalinas


Sua população, ao redor de 16 milhões de habitantes, está distribuída em quatro grandes regiões: Serra - parte equatoriana dos Andes; Costeira - região plana e fértil, próxima do Pacífico; Amazônica - parte da Floresta Amazônica;  e Insular ( Arquipélago de Galápagos ). A maior cidade equatoriana não é Quito, a capital - é Guayaquil, situada na Costa do Pacífico.



Lagoa na cratera de um vulcão


Surpreende e encanta a diversidade  natural do Equador.  Além dos vulcões ainda ativos, como o Chimborazo, o maior do Equador, e o Cotopaxi, com mais de 5 mil metros, encontram-se lagoas, florestas, rios, praias, parques e áreas preservadas. Também a flora e a fauna são riquíssimas. Informações podem ser detalhadas no site:www. vivecuador.com


Máscaras artesanais

Seu artesanato é bonito e de boa qualidade - todo feito com materiais diversos, como prata, ouro, lã, couro, tecidos. São muito representativos da riquíssima cultura de diferentes etnias. O maior mercado de artesanato acredito ser o de Otavalo, sobre o qual publicaremos texto e fotos no correndomundo


Capital Mundial das Rosas

O setor agrícola do país é bastante ativo e reconhecido internacionalmente. Está em primeiro lugar ( mundial ) como produtor e exportador de banana; há uma pequena cidade denominada Capital Mundial das Rosas - exporta principalmente para Estados Unidos, Europa e Israel. É também um dos grandes produtores mundiais de cacau - produzem chocolates deliciosos! 



Admirável natureza

Equador tem uma elogiável especificidade, não facilmente encontrada neste nosso mundo predatório: em sua constituição há o reconhecimento dos direitos da natureza, com a proteção da biodiversidade do País - prioridade nacional explícita no Plano Nacional do Bom Viver. Há muito o que conhecer e com o que deslumbrar-se aqui!  Penso retornar!



Pedro encantado com a paisagem do Equador