sábado, julho 30, 2016

A Antiga e Inovadora Avilés das Astúrias

Igreja e escola infantil de freiras católicas + uma pomba exibida


Distante 26 km de Oviedo - um trajeto que se pode fazer de trem, em 30 minutos - Avilés é o terceiro núcleo urbano  mais importante das Astúrias. Com pouco mais de 90 mil habitantes, é uma pequena e bonita cidade, que  encanta tambén pela sua proximidade com o mar Cantábrico e pela  beleza natural de todo seu entorno. Em 2 ou 3 horas, seu Centro Histórico pode ser todo percorrido a pé, mas....

Centro Niemeyer

...reserve algumas horas a mais para percorrer o Centro Niemeyer, obra do grande arquiteto brasileiro e objetivo primordial desta nossa visita. Sobre esse Centro, já postamos texto e fotos : http://correndomundo.blogspot.com.es/2016/06/orgulhosamente-apresento-lhes-o-centro.html


Prefeitura de Avilés

Cidade pequena, mas com importância grande e história longa na região. Embora já existisse bem antes, foi em 1085 que teve reconhecida essa  importância, quando Afonso VI concedeu-lhe o status de Vila com Foro - espaço de decisão dos moradores. Mais tarde, Afonso X torna-a independente de Oviedo. No século  XIX, veio-lhe o desenvolvimento da indústria e com ele o aumento de população e de orçamento.


Porto no rio Avilés


O Centro Histórico local ficou bastante preservado. O aumento da cidade deu-se ao redor dele. Tiveram o cuidado de transformar muitas de suas ruas em peatonais e afastar os movimento de carros nos lugares onde poderiam causar danos aos prédios históricos principalmente. As indústrias, incluindo a siderúgica, estão no lado do rio, oposto ao lado do centro da cidade.


Igreja de São Tomás

Entre as muitas igrejas da cidade, como a Igreja de Santa Maria, Madalena e a  Igreja de São Nicolau de Bari, está a imponente Igreja de São Tomás, na Praça de la Merced, que se destaca por suas grandes proporções. É uma construção neogótica, terminada em 1903, no lugar onde era o antigo Convento de la Merced. Exibe duas torres muito altas, que ladeiam a parte central, onde se vê o escudo da cidade.
Centro de Avilés

Há lugares bem inteessantes em Avilés, além das Igrejas, que valem destaque e visita. tais como a Praça Espanha, popularmente conhecida como Plaza Mayor, onde está a Prefeitura - Ayuntamiento - construção iniciada no séc. XVII, junto à desaparecida Muralha Medieval;  o Palácio del Marquês de Ferrara, do final do séc.XVII também, onde está o sepulcro de Pedro de Avilés, considerado um ilustre filho da cidade, que chegou a governador nos Estados Unidos.



Centro Histórico


Em Avilés - e nas Astúrias em geral - a gastronomia  é admirável, com produtos do mar, do campo e da montanha - com a presença forte da Fabada Asturiana, uma sopa feita com bacon, linguiça, morcilia, toucinho, açafão e feijão branco graúdo. Deliciosos e variados são também são os queijos, feitos com leite de vaca ou de ovelha.



Produtos da Região


Avilés tem, ainda, a oferecer aos visitantes espetáculos diversos, tanto no Teatro Palácio Valdes, quanto no Centro Niemeyer.  Contam, para isso, com visitas de grupos artísticos locais e de diferentes países. Quando lá estive, havia , por exemplo, uma apresentação de Kijote Kathakali, gênero teatral nascido em kerala, na Índia, com epopeias revividas através de danças e histórias representadas.



Floreiras no Centro de Avilés


Astúrias é belíssima. Lamentei não ter visitado Gijón - chovia muito! Quando fui a Avilés, gostei de ter viajado em um trem lentinho, o que me possibilitou ver melhor a bonita paisagem asturiana. Voltei apaixonada pela cidade de Oviedo.

Nas páginas de As mil e uma noites, se aconselha: 
-Vá, amigo! Abandone tudo e vá! Para que serviria a flecha se não escapasse do arco? Soaria como soa o harmonioso alaúde se continuasse a ser um pedaço de madeira?

Com o texto acima, Eduardo Galeano me representa!

Entre Oviedo e Avilés, da janela do trem...