terça-feira, fevereiro 23, 2016

Correndomundo para onde?

1983 - Formação de professores-índios em Roraima
Hora de planejar e consolidar roteiros. Abro meu  baú de viagens  - um baú mesmo! - e  analiso mapas, observo distâncias, relaciono espaços e tempo disponível, calculo os custos e os benefícios e revejo motivações e expectativas.

1980 - Iolanda e eu nos Estados Unidos

No baú, além de revistas, recortes , anotações e guias de viagem, encontro fotos antigas, a maioria delas ainda em papel, por preguiça minha de escaneá-las. Sempre que faço essa revisão, jogo fora muito material relacionado a lugares que não mais me interessam ou que me faltará  condições de visitá-los outra vez.


1998 - Cusco - Peru
As fotos aqui postadas foram escolhidas a partir de um único critério : que fossem anteriores ao começo do meu blog - anteriores, portanto,  a 2006. Pretendia organizá-las cronologicamente - mas minha preguiça impediu que assim fossem.


1995 - Lago di Como - Itália

Em abril próximo, Correndomundo completará DEZ anos. Foi um blog que começou muito timidamente, apenas para dar notícias à minha tentacular família. Tenho planos para comemorar esse aniversário - com a publicação de um livro sobre viagens e ...muitas viagens, é óbvio!

Passeio pelo Danúbio - 1994

Nessa procura de material antigo, encontrei na Revista Viagem e Turismo, publicada em dezembro de 2013, um pequeno e interessante texto de Cristóvão Tezza, de onde transcrevo, a seguir, um parágrafo, que o dividi em duas partes.

Ilhas Canárias , Tenerife, 1995

" ...por mais digital que tenha se tornado nossa vida, viajar continua sendo uma atividade essencialmente analógica - é preciso ver o mundo, fisicamente, de outro ponto de vista. Viagens mexem com tudo: transformam a cabeça, quebram convenções, relativizam hábitos, abrem caminhos...




2004 - Slovakia, Bratislava, Castelo.

...E, mesmo sob as condições extremamentes seguras das viagens de hoje, resta sempre nelas uma margem de risco, um certo deslocamento da "" zona de conforto "" do nosso dia a dia, que é justamente o charme de sair da toca."




1998 - de trem, pelo Peru

Quando eu era aluna do Curso Normal, no Instituto de Educação Osvaldo Aranha, em Alegrete, ainda nos anos 60, ouvi da Professora Irlê Fagundes Salomão uma afirmativa que me marcou muito, talvez porque correspondesse à minha intuição. Ela disse : A melhor forma de aprender geografia é com os pés...caminhando. Segui a prescrição...


1992 - Viena

Conheço bastante bem o Brasil - só não estive em Palmas e no Amapá. Como faço até hoje, começo pelas cidades grandes e continuo percorrendo o Estado ou o País até as menores cidades e os minúsculos povoados - neste ano, devo percorrer pequenos e distantes povoados, a maiores deles em montanha, de dois países já bem meus conhecidos.


1982 -  Fermo, Itália.

Em 1999, depois da aposentadoria na UFSM, trabalhei, durante um ano, na Universidade de Passo Fundo. Foi uma experiência excelente ( obrigada, Rosana ) .Além do ambiente ótimo da UPF, eu tive a oportunidade de conhecer detalhadamente a região.  Morei na Fronteira e na Região Central. Moro no Litoral e, fora isso, trabalhei em dezenas de municípios gaúchos.Posso, sim,  dizer que conheço o Rio Grande do Sul.


1997 - Andorra

Sinto-me em dívida comigo mesma e com a América do Sul. Não conheço a Colômbia e o Equador. Como eu tive o privilégio de pesquisar sobre Educação e Linguagem em Área de Fronteira,  durante muitos anos,  junto com Luiz Ernesto Behares - seguramente um dos mais consistente pesquisadores desse tema - pude ver e rever os países vizinhos e conhecê-los com mais detalhes.


2004 - Munique, Alemanha.

Neste momento, estou  elaborando a continuidade do roteiro de  2016, Cada vez aumento mais o tempo de permanência em cada lugar - por velhice e por necessidade de aprofundar conhecimentos. Viajar continua sendo um intenso exercício de memória e concentração. Estudo para elaborar o roteiro; estudo detalhadamente os lugares a serem visitados e, posteriormente, reviso minhas anotaçoes para escrever. 


1995 - Marrocos

Organizadamente, faço isso há quase 10 anos...os 10 anos do Correndomundo. É justo, pois , que este blog tenha um aniversário bem festejado, e que eu tenha uma profunda gratidão às pessoas que o lêem e me estimulam a continuar a escrevê-lo.


1998 - Lago Titicaca 

" Quanto mais diferente de mim alguém é , mais real me parece, porque menos depende da minha subjetividade.  Fernando Pessoa

Gugu, um Santo Vivo e eu em Varanasi, Índia.