quarta-feira, dezembro 16, 2015

Valladolid - a bonita capital de León y Castilla


Parque do Campo Grande
Eu conhecia somente a Estação de Trens de Valladolid. Vindo de Lisboa para Madrid, nela se pode fazer conexão. Vai-se a Valladolid, a partir de Madrid, em menos de duas horas, no mesmo trem que se vai a Segóvia, única parada desse trem de alta velocidade, cuja maior parte do percurso alcança 250/km/h.  O trem parte de San Martin, não de Atocha. Desta vez, fui visitar Valladolid - e gostei muito do passeio. Natureza, história e arquitetura, presentes num espaço que pode ser percorrido com uma boa caminhada. Visita recomendada!

Grandioso Relógio de Flores
Eu já ia elogiar a educação dos espanhois e lembrei-me de duas situações opostas. A primeira, a falta de educação de muitos jovens, ocupando nos Metrôs os lugares reservados - e bem assinalados - para deficientes,grávidas, pessoas com crianças no colo e idosos. A segunda, o empenho de professores em educar crianças e adolescentes - educação que deveria já vir da família. Quando fui a Malta, assisti a uma reunião do responsável por um grupo de 20 teens. As recomendações eram tão básicas quanto importantes: não falar alto, não sentar em lugares para idosos, ajudar colegas e passageiros a acomodarem bagagens e não querer sair do avião sem obedecer à ordem de entrada. Perfeito.


Proximidades do rio Pisuerga
Chegando em Valladolid, seguimos pela ampla e bem ajardinada avenida que leva ao Centro Histórico. Passando o monumento a Cristóvão Colombo, encontramos, à esquerda, o grandioso e bonito Parque do Campo Grande - jardim público em pleno centro da cidade. Com forma triangular e 115 mil metros quadrados, está cercado por grades e tem portas em todos os seus lados. Sua origem remonta a 1787, como zona ajardinada - pelos achados, sabe-se , entretanto, que, antes disso, foi uma antiga ocupação romana.

Parque do Campo Grande
Na Idade Média, esse Parque foi conhecido como Campo da Verdade, por ser o lugar onde aconteciam os duelos de honra. Na inquisição, foi cenário de julgamento e de execução de muitas pessoas. Hoje é um espaço para passeios,  caminhadas e observação de plantas e de abundante população avícola. Exibem-se tranquilamente por ali  faisões, cisnes, gansos, patos, pombas  e muitos pavões. Fontes, monumentos e esculturas estão por todo o Parque. Passeio para mais de duas horas.

Homenagem à Família Muñoz
Em um dos caminhos do Passeio do Príncipe, no Parque , há uma escultura , com 1m70cm de altura, denominada Fotógrafo do Campo Grande. Ela foi encomendada, em 1994, pela Câmara dos Deputados - Valladolid é Capital de Província - ao escultor local Eduardo Quadrado. É uma homenagem à Família Muñoz, conhecida  por serem  fotógrafos. Seu último representante foi Vicente Muñoz, fotógrafo oficial de Campo Grande por mais de 50 anos. A bela escultura foi colocada no lugar onde Vicente costumava trabalhar.


Decoração Natalina
Com extensa lista do que ver , fizemos,minha irmã e eu,  uma verdadeira maratona por esta  cidade de  320 mil habitantes Além de igrejas, palácios, teatros , museus, universidade, monastérios e conventos,  havia a decoração de Natal, os parques, as bem cuidadas margens do rio, as ruas lindamente arborizadas e ...muito mais. Ao retornar a Madrid, mais do que descanso, precisei de um advil - mas valeu cada minuto, cada passo, cada olhar.

Parte do grandioso Teatro Calderón de la Barca


Calderón de la Barca é o teatro mais importante de Valladolid. Realmente grandioso  e muito bem localizado : está perto da Praça Maior e da Catedral da Cidade. Foi inaugurado do final do ano de 1864.  Abriu suas portas ao público com a apresentação de El Alcaide de Zalamea, obra do poeta e dramaturgo  Calderón de la Barca.  Sofreu uma grande remodelação e foi reaberto ao público na primavera de 1999. Tem capacidade para 1000 espectadores. É também sede da Orquestra Sinfônica de Castilla y León e do Festival Internacional de Cinema de Valladolid, um dos grandes eventos culturais da cidade.
Catedral
A construção desta Catedral teve início em 1582 e ...continua inacabada. O projeto  original era grandioso e pretendia substituir e superar a Colegiada Gótica de Santa Maria, cujas ruínas podem ser vistas nas imediações da universidade. Não é bonita a Catedral . Quando a vi, pensei que não era o lugar onde eu gostaria de estar numa sexta-feira 13. Apresenta uma mescla de estilos desde a fachada. Não visitei o Museu Diocesano instalado em 1965, em capelas góticas do século XIII. Foi Felipe II, nascido em Valladolid, quem teve a ideia de construí-la....certamente ele espera algo melhor...ou não...
]
Porta Principal e Igreja do Convento de de São Paulo
A Igreja de São Paulo, junto ao convento do mesmo nome, está localizada quase ao lado do Museu da Escultura. Mostra  uma fachada diferente, um pouco exagerada nos detalhes e nas combinações. É apresentada como  a obra-prima do gótico isabelino.Os detalhes da porta principal foram cuidadosamente trabalhados, centimetro a centimetro, parecendo filigrama em pedra. Teve seu início do século XV, mas a parte superior só foi concluída no século XVII.

Museu Nacional da Escultura
Faltou-nos tempo para ver o que muito nos interessava: o Museu Nacional da Escultura - segundo dizem, o melhor da Espanha no gênero, pela sua magnífica coleção , que vai do século XIII ao século XVII. Valiosa coleção e valioso o espaço onde se encontra, pois ocupa o antigo Colégio de São Gregório (1496 ). Foi ampliado e incorporou também, para novas exposições, o Palácio do Conde de Gondomar, conhecido popularmente como Casa do Sol


Igreja de São Paulo
Além do Museu da Escultura, há outros que parecem ser bem interessantes, como a Casa-Museu de Colón - Cristóvão Colombo morreu e Valladolid em 1506;  o Museu Patio Herreriano, que é dedicado à arte Pós-Primeira Guerra e que abriga obras de Salvadr Dalí, Joan Miró e Antoni Tápies e , ainda, o Museu Oriental, fundado em 1874 e que concentra em 18 salas, a melhor coleção de arte oriental do País.  Fora do Centro Histórico, está o Museu da Ciência, num moderno edifício metálico, com muitas exposições interativas e um planetário digital.


Identificação de um belo palácio

Os conhecidos - do bem e do mal - Fernando de Aragón e Isabel de Castilhas, chamados os Reis Católicos, casaram em Valladolid no ano de 1469. Em razão do poder que tiveram esse maior casal governante da Espanha, levaram a cidade ao esplendor de que desfrutou durante muitos anos e cujas sinais podem ser vistos hoje -  como a famosa Universidade, uma das mais antigas do mundo. Valladolid foi sede do governo Imperial com Carlos I. Felipe II aqui nasceu . Ironicamente, foi ele que escolheu , 34 anos depois, Madrid, que era bem menor, para ser a capital.


Praça Maior - à esquerda, detalhe da Prefeitura.
Valladolid superou muitas crises e dificuldades, incluindo um grande incêndio. Hoje é uma cidade bonita e moderna e, ao mesmo tempo, guardiã de importante parte da história da Espanha. Contribui significativamente com a economia do País - aporte que tem origem, principalmente, na indústria automobilística. O turismo vem crescendo - com isso vêm novos investimentos em hoteis e restaurantes ( a gastronomia, com razão, é bastante apreciada). Excelente programa para família. Não é adequado para bate-e-volta. Requer mais tempo. E merece isso.




"Colhamos flores,
Molhemos leves
As nossas mãos
Nos rios calmos,
Para aprendermos 
Calma também.

Girassóis sempre
Fitando o sol. 
Tranquilos..."

Lindo de ver....

...lindo de passear

Prefeitura

Mosaicos do Edifício da Real Cavalaria