quinta-feira, dezembro 24, 2015

Natal, 2015!

Veneza,Natal, 2015
Meus Natais foram-se esvaziando de alegria e enchendo-se de nostalgia com o inexorável avanço do tempo. Meus filhos e sobrinhos cresceram. Voaram por este mundo grande, bonito e fácil de  andar - como lhes ensinei desde pequenos. Partidas , reais ou metafóricas, aconteceram. Por último, morreu Ronald, logo após um belíssimo Natal na Alemanha. Perdi a condição de permanecer na minha casa, durante as festas de fim de ano.

Tradicionais máscaras de Veneza
Decidi que viajaria nesse período até quando me fosse possível. Por sorte, Pedro, meu neto, agora com 16 anos - com a devida permissão de Fabiana, a mãe dele - decidiu viajar comigo. Estamos fazendo nossa terceira viagem natalina para a Europa. Ele é excelente companheiro: curioso, inteligente, bem informado e  afetivo.

Veneza
Viajamos desde Porto Alegre, pela TAM. Ao chegar em São Paulo, esperamos cerca de meia hora para que a porta do avião fosse aberta . Depois, num desembarque remoto, enfrentamos informações incompletas e falta de assistência na conexão para Milano.Foi preciso correr muito para não perder o vôo. Fiquei, outra vez, arrependidíssima de não ter viajado pela TAP, direto a Lisboa e, de lá, para a Itália. Ninguém merece conexão em Guarulhos, especialmente perto de data festiva.

Variadas e tradicionais máscaras
O vôo São Paulo / Milano foi pela LAN, em sistema conjugado com a TAM. Esse, realmente ótimo. Avião grande, pontualidade, pessoal bem treinado e agradável, comida boa - boa considerando que se trata de comida de avião. Do aeroporto de Malpense a Estação de Trens Milano Central, ônibus; de Milano Central a Veneza, trem. Viagem boa. Acordamos hoje traquilos e fomos traçar Veneza Santa Lucia. Estamos hospedados em Veneza Mestre, no Hotel Plaza, em frente à Estação de Trens, um quatro estrelas honesto, com excelente breakfast.

Veneza Santa Lucia
Fomos cedo - antes das 9h - para Veneza Santa Lucia. Para que Pedro tivesse uma ideia de conjunto, fizemos o primeiro passeio em Vaporetto, Depois, longas caminhadas ao redor de San Marcos e uma visita ao Campo de São Bartolomeu, onde fomos à procura de Mercados de Natal. Veneza, entretanto, não tem - e nem precisa ter - a decoração natalina de cidades comerciais. Quem vem aqui... vem para vê-la.

Veneza, 2015
Estamos agora no Hotel, onde decidimos ficar e descansar bem. Amanhã faremos  bate-e-volta a Firenze, partindo cedo e retornando à  noite - em trem rápido, vai-se em menos de duas horas. O Ano Novo será em Verona, cidade de que gosto muito. Permaneceremos lá durante cinco dias. Depois, viajaremos para Áustria, Hungria e República Tcheca. Antes de retornar ao Brasil, prometi ao Pedro que o levaria à Suiça...para comer chocolate!


Veneza,Natal,2015

"Natal...Na província neva.
Nos lares aconchegados,
Um sentimento conserva
Os sentimentos passados.

Coração oposto ao mundo,
Como a família é verdade         
Meu pensamento é profundo,
Estou só e sonho saudade.

E como é branca de graça       
A paisagem que não sei, 
Vista de trás da vidraça
Do lar que nunca terei."

Fernando Pessoa
Ao Pedro, com amor da vó.