terça-feira, agosto 25, 2015

A Histórica e Bonita San Miguel Allende


Catedral
Conta a lenda que o construtor Zeferino Gutièrrez , inspirado num postal belga, pôs seus trabalhadores a construir uma versão indígena de Catedral Gótica, depois de ter desenhado para eles - riscando na terra com um pedaço de pau - as linhas gerais do que pretendia . Como resultado, surgiram muitos capitéis rosa, que levaram o povo colonial de San Miguel de Allende para muito além de seus vizinhos e ajudaram  a ganhar, em 2008, o status de Patrimônio da Humanidade.


San Miguel visto do mirante Benito Juarez

San Miguel está encravado no coração das terras altas coloniais, no estado da Independência do México. É uma cidade pequena - 70 mil habitantes - muito limpa e bem cuidada, bonita com sua arquitetura colonial. Tem ruazinhas encantadoras e bem iluminadas, muitas festas, fogos de artifício e gente de diferentes partes do mundo.


Uma das fontes do Centro Histórico

Dizem que San Miguel é a Disneylândia mexicana dos aposentados estrangeiros e chilangos - assim chamados os nativos da Cidade do México. De fato mesmo , a presença de estrangeiros tem mais a ver com o reconhecido Instituto Allende, fundado em 1951. Eles vêm estudar, nessa famosa escola, pintura, tecelagem, escultura, fotografia, espanhol ( língua e literatura) e história do México.


Portas antigas encantadoras

Fundado numa fazenda abandonada, o Instituto tornou-se uma das maiores escolas de arte latino-americana para falantes de inglês. Edita um calendário bilingue dos eventos a cada semana. Tem biblioteca pública, cafeteria e teatro. Há, ainda, concertos, classes de yoga e uma escola especial de cozinha mexicana. Toda programação é aberta a visitantes e a residentes.  Mais informações no www.instituto-allende.edu.mx


Centro Histórico

Quanto ao surgimento de San Miguel , conta a lenda, que a cidade foi fundada graças a uns cães que, por sentirem muito calor, afastaram-se da Missão Espanhola  onde viviam e foram deitar-se num manancial chamado El Chorro. O fundador dessa Missão - em 1542 -  o Franciscano Juan de San Miguel , que gostava dos cães,  saiu à procura deles e ali os encontrou. Vendo que o lugar era, de fato, mais agradável, decidiu mudar-se também.


Parede com suporte para amarrar cavalos

Ao nome da Missão Espanhola - São Miguel - agregou-se o sobrenome de Ignacio Allende, um dos líderes de uma conspiração , com sede em Querétaro, que visava à Independência do México - algo semelhante ao que aconteceu com a Inconfidência Mineira, então ocorreu. A conspiração foi descoberta. Allende, juntamente com Padre Miguel Hidalgo e outros dois líderes, foram capturados e executados, em 1811. Em 1821, houve a Independência e, em 1826, Allende foi reconhecido como mártir e seu nome passou a fazer parte do nome da cidade onde ele nascera.

Painel no Instituto Allende

Em 1938, foi fundada a Escola de Belas Artes, e a cidade começou a ter o formato atual. Davi Alfaro Siqueiros, um dos grandes muralistas mexicanos, começou a ministrar cursos de pintura de murais, que atraíram cursos de todas as ideologias. Com a inauguração do Instituto Allende, vieram novos alunos de diferentes nacionalidades - e  San Miguel tornou-se, cada vez mais, uma cidade com vocação artística  e com estilo cosmopolita.


Cantinflas - detalhe de Mural 
Mário Fortino Alfonso Moreno Reyes - conhecido internacionalmente como Cantinflas - nasceu na Cidade do México, em 1911, e na mesma cidade morreu com 81 anos de idade. Referido muitas vezes como o Charlie Chaplin do México, atuou, juntamente com David Niven, em A Volta ao Mundo em 80 Dias, que ganhou o Oscar de melhor filme em 1957. Possuía uma linda casa em San Miguel, onde funciona hoje um pequeno e luxuoso hotel. Na parede da casa, um bonito mural narra episódios de sua vida e retrata alguns de seus amigos, como Agustín Lara - esse mais antigo que minha juventude ( https://www.youtube.com/watch?v=duT7lrgUFak




As grandes atrações da cidade são a Paróquia e o Jardim - nome com que é conhecida a praça principal, um lugar com frondosas árvores, muita sombra e lugares interessantes para passear   Pode-se, ainda, usufruir de excelentes hoteis,  restaurantes e cafeterias;  sofisticadas lojas; boas galerias de arte e artesanato e belos parques e jardins.  Disseram-me que o clima é agradável tanto no verão quanto no inverno e que chuvas torrenciais e tormentas são esporádicas.

              


Faltou-me conhecer o Jardim Botânico El Charco del Ingenio, com 88 hectares e uma reserva de flora e fauna, além de espaços recreativos. Saí de San Miguel Allende pensando que seria bom retornar no período de festas e celebrações, que são muitas, entre elas a Semana Santa; a Festa dos Loucos , em junho; o Festival de Música de Câmara, em agosto,  e o Festival Internacional de Jazz e Blues, em fevereiro. Pensei também que , como dizia um grande amigo meu, esse é um dos lugar onde Deus passa as férias....

Catedral



"¡Yo lo que tengo, amigo, es un profundo
deseo de dormir!... ¿Sabes?: el sueño
es un estado de divinidad. 
El que duerme es un dios... Yo lo que tengo, 
amigo, es gran deseo de dormir.

El sueño es en la vida el solo mundo 
nuestro, pues la vigilia nos sumerge
en la ilusión común, en el océano
de la llamada «Realidad». Despiertos
vemos todos lo mismo:
vemos la tierra, el agua, el aire, el fuego,
las criaturas efímeras... Dormidos
cada uno está en su mundo,
en su exclusivo mundo: 
hermético, cerrado a ajenos ojos,
a ajenas almas; cada mente hila
su propio ensueño (o su verdad: ¡quién sabe!)

Ni el ser más adorado
puede entrar con nosotros por la puerta 
de nuestro sueño. Ni la esposa misma
que comparte tu lecho
y te oye dialogar con los fantasmas
que surcan por tu espíritu
mientras duermes, podría,
aun cuando lo ansiara,
traspasar los umbrales de ese mundo,
de tu mundo mirífico de sombras.

¡Oh, bienaventurados los que duermen!
Para ellos se extingue cada noche, 
con todo su dolor el universo
que diariamente crea nuestro espíritu.
Al apagar su luz se apaga el cosmos.

El castigo mayor es la vigilia:
el insomnio es destierro
del mejor paraíso...

Nadie, ni el más feliz, restar querría
horas al sueño para ser dichoso.
Ni la mujer amada 
vale lo que un dormir manso y sereno
en los brazos de Aquel que nos sugiere
santas inspiraciones. ..
«El día es de los hombres; mas la noche,
de los dioses», decían los antiguos. 

No turbes, pues, mi paz con tus discursos,
amigo: mucho sabes;
pero mi sueño sabe más... ¡Aléjate!
No quiero gloria ni heredad ninguna:
yo lo que tengo, amigo, es un profundo
deseo de dormir... "

Juan Crisóstomo Ruiz de Nervo ( poeta mexicano : 1870 - 1919 )

Antigo Palácio Municipal