terça-feira, maio 12, 2015

Alhambra: olhos de ver,olhos de chorar.


Alhambra
Certamente ninguém esquece  a primeira vez que vê Alhambra, assim como é impossível vê-la toda num dia só. Parti,  já pensando em voltar. Os sultões que a mandaram construir , usaram não só mármore, pedras, areia , azulejos, mas também aromas, luz , cores,  água. Todos os detalhes parecem ter sido esteticamente escolhidos. Quanto de fantasia transformou-se em realidade neste lugar. Quanta dor se viveu aqui. Passeio que encanta e emociona.

Filmagem na Porta da Justiça em Alhambra

Em frente a Porta da Justiça, um impulso à minha fantasia. Realizava-se ali uma filmagem com muitos figurantes, em trajes de época e belos cavalos. Permitiram-me chegar ao local quando a cena estava concluída; e os atores, liberados. Mesmo assim, fiz algumas fotos interessantes. Li num folheto de divulgação : O que não pode perder-se e lugares para perder-se. Fiz o recomendado.

Jardins harmoniosos
Para ter mais tempo, fui , sozinha, por minha conta e risco, à entrada principal, onde, apesar de ser 8h e a entrada ser permitida somente às 8h30min, já havia uma fila de uns dez metros para a compra de ingressos. Descobri que, pagando com cartão de crédito, comprava-se em outro posto, bem mais rápido e tranquilo. Paguei com 50% de desconto - a única hora em que aceito o termo melhoridade...Pode-se também reservar ingresso com antecedência no www.alhambra-tickets.es

Romãs = granatum
Está aí uma planta que amo de paixão - tanto a árvore , quanto as flores e os frutos Em todas as casas onde morei, plantei ao menos uma  romãzeira - que são milenares e têm presença marcada inclusive em textos bíblicos.  Pois, logo à entrada de Alhambra, encontro uma , linda, com muitas flores e frutos. Só aí fiz a relação entre granato-granatum-Granada (  sou um pouco lerda mesmo... ). Lembrei-me , então, que Espanha, Itália e Malta são os maiores produtores e exportadores dessa fruta - que está em moda nos Estados Unidos principalmente ( pomegranate). Já ouvi que o suco de romã cura de câncer a unha encravada.

Uma das vistas de Granada desde Alhambra
Para meu consumo, fiz uma síntese - bem superficial - da história de Alhambra e Generalife, o grande jardim.  No ano 900, já há referência ao Castelo Vermelho, no topo do monte Sabika, em Granada. Em 1237, Muhammad I transfere sua corte para Granada e constroi,em Sabika, um forte defensivo. Era Alhambra, que  se convertia em corte real, palácio, fortaleza e cidade  - e assim foi por 250 anos!

Núcleo Primitvo
De 1302 a 1309, Muhammad III determina a construção do bucólico Generalife - lugar para passear e distrair-se.  De 1333 a 1391, acrescentam-se mais palácios, aumentando a suntuosidade do reino. Começam, a seguir , as disputas e lutas internas, e, por útimo, uma guerra civil. Problemas de quem está no poder e de quem quer chegar a ele. Simples assim.

Alhambra
Em 1491, os Reyes Católicos atacaram a um emirado, que se encontrava já bastante debilitado. A rendição não demorou muito e foi obtida em troca de 30 mil moedas de ouro e do Vale de Alpujarras. Saíram todos a pé, olhando para trás e suspirando - Suspiro do Mouro -  mas ainda acreditando que as promessas decorrentes da rendição seriam cumpridas.

Alhambra
Em 2 de janeiro de 1492, Isabel e Fernando entraram pomposamente na cidade e estabeleceram a sede da corte em Alhambra. Em 1527, os cristãos acrescentaram o Palácio de Carlos V, num estilo completamente diferente  da arte moura.

Alhambra
As promessas, todavia, não foram cumpridas. Os povos foram divididos - judeus para o Realejo e muçulmanos para  o Albaícin. Posteriormente, judeus e muçulmanos foram expulsos do país. Contam que ainda há, em Marrocos, famílias que guardam as chaves de suas casas perdidas - por nostalgia e por esperança de um dia retornar...

Torre de la Vela
Em 1828, o escritor estadounidense Washington Irving visitou Alhambra e decidiu escrever sobre ela. O livro Contos de Alhambra , publicado em 1832, atraiu viajantes de todo o mundo. Tornou-se Patrimônio Mundial pela UNESCO, em 1986.  Continua sendo objeto de lendas e fantasias.

Alhambra
Em 1954, os jardins de Generalife foram ampliados e um teatro ao ar livre foi construído. Atualmente, em Granada, há lugar para todos, sejam estudantes, turistas, viajantes, espanhois, marroquinos, judeus, muçulmanos..

Plaza de los Algibes
E a Alhambra, que foi  desrespeitada tantas vezes, continua  ali, causando a quem a vê emoção e deslumbramento.

Palácio Comares

Eu havia chorado tanto em Alhambra, que  a maioria das fotos não consegui depois identificar. Ainda bem que, no dia seguinte, visitei Albaicín, mais leve, menos triste. Percorri-o corajosamente, vencendo, a pé, suas escadarias e subidas por vezes íngremes. Fui direto ao Mirador São Nicolau.


Mirador São Nicolau
São Nicolau - na rua São Cecilio - é o famoso mirador de Alhambra e da Serra Nevada. Ali se reúnem, diariamente, músicos, cantores, pintores, estudantes, turistas...muita gente mesmo.

Vista parcial de Alhambra desde o Mirador São Nicolau
Dizem que é o mais belo entardecer da localidade - não esperei porque eu estava sozinha, seria tarde e , no hotel , haviam-me recomendado que tivesse cuidado com ladrões - meu medo é sempre levarem a câmera com as fotos, como já me aconteceu.

Vista parcial de Alhambra desde o Mirador São Nicolau
Em Albaicín, também podem ser visitados todos os jardins da Mesquita Maior de Granada, mas o Templo está reservado exclusivamente para os muçulmanos. Foi a primeira Mesquita construída em Albaicín depois de quinhentos anos. Desde 2003, ela atende à crescente população muçulmana da Granada moderna.

Mesquita de Albaicín
É uma  labiríntica localidade,  bastante conhecida como o lugar onde se come bem. Quis experimentar a comida tradicional de Alpujarras, já que não poderia ir até essa cidade de montanha, famosa pelo artesanato e pela comida que  produz.

Comida de Alpujarras
Depois de experimentar tantas ofertas -  todas com muitos condimentos - lembrei-me de meu filho Juliano ( Gugu)  que , ao cinco anos, justificando o fato de não ter comido quase nada, disse:  - Está muito boa a comida que mamãe fez; mamãe cozinha muito bem; eu só não comi porque não gostei.


Numa ruazinha de Albaicin