segunda-feira, março 09, 2015

Malta - anseio por conhecê-la!




Há muito tempo, desejo ir  à  República de Malta,  interessante arquipélago do Mediterrâneo. Partir do Brasil e estar lá por pouco mais de uma semana, não me parecia sensato e produtivo. Estando em Madri, entretanto , essa andarilhada  se tornou  bem mais viável e econômica.


Map of Malta



Como é minha primeira visita ao lugar, estou, então,  estudando essas ilhas  minuciosamente - a geografia, por onde sempre começo, a história, a cultura e a arte. Já estou convencida de que fiz uma boa escolha. Li que cinco dias eram suficientes para conhecer Malta. Como sou mais lerda que minuciosa,  optei por permanecer oito dias.




A República de Malta está muito próxima do sul da Sicília - apenas 93 km. É um dos menores países da Europa, mas com alta densidade populacional. Tornou-se independente do Reino Unido em 1964. Atualmente, é membro das Nações Unidas e pertence à zona do Euro. Faz parte do Acordo de Schengen - necessita-se portar um seguro-saúde. Brasileiros não precisam de visto.




Pelas fotos que vi, a costa maltês é bastante recortada, com muitos portos e baías, apesar da pequena dimensão das ilhas. A capital do arquipélago é Valetta, declarada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. Pode-se dizer que é um país bilingue - fala-se lá tanto o maltês, língua com forte influência árabe, como o inglês.






O Arquipélago de Malta - que também é conhecido como Terra do Mel pela excelente qualidade desse produto - tem atualmente uma população de 425 mil pessoas.  Tem uma história bastante rica e muito antiga - 4 mil anos a.C. Já serviu como cenário de alguns filmes, como Popeye, protagonizado por Robn Williams.




Já listei algumas atrações que, pelas leituras que fiz e pelas fotos que vi, pareceram-me imperdíveis. Entre elas estão: as paisagens costeiras; as ilhas de Malta,Gozo e Comino; os templos com idade entre 3000 e 2200 a.C.; as fortificações de Valetta e o Porto; Mdina, a antiga capital de Malta; os mosaicos de uma antiga vila romana, perto de Mdina.




Quero ver também o Museu da Segunda Guerra, o Museu Nacional e o Museu de Belas Artes; Rabat, que conserva os restos de uma cidade romana que foi sua origem; Vitória, a capital de Gozo; a Catedral de São João, rica em obras de arte; Senglea, Vittoriosa e Cospimas, cidadezinhas do outro lado do porto, em frente a Valetta; a Mdna Glass, que faz obras de arte em vidro.



Quero caminhar muito; fazer travessias de barco; ver o por-do-sol na praia, que é sempre bonito; olhar os jardins, que devem estar lindos na primavera. Quero, ainda, encontrar um povo que valorize a paz porque já viveu e sofreu com a guerra. Faz tempo que não vou a um país pela primeira vez. Estou curiosa e ansiosa em relação à Malta. Que meu Anjo da Guarda esteja espertíssimo....porque eu já não estou tanto assim.



" Ter pressa é não saber chegar.
Vou devagar.
Vou devagar porque o que é sorte,
E o que é morte,
Não as busco, não as evito,
Vem-me buscar.
Por isso vou sob o infinito
Sem me apressar."

Fernando Pessoa

PS As fotos eu as fiz no Parco Giardino Sigurtà, na Itália , no Vêneto , em 2014.