segunda-feira, novembro 10, 2014

Apenas uma sugestão para o Ano Novo


Não! os vestidos não fazem parte da minha sugestão para festas de Ano Novo. São apenas fotos que fiz na Espanha, em setembro deste ano, com a minha câmera velha - a nova, que eu estava usando pela primeira vez, consegui cair com ela e - felizmente - foi ela que se rebentou. Eu fiquei só com o mico de me estatelar numa rua movimentada.


Nunca estive, na passagem de ano, em Madri, mas, através de leituras e conversas, concluí que é um bom lugar para o período das festas.  Na Espanha toda, dorme-se tarde, porque vigora a tradição de sestear; sobra, portanto, energia noturna. Dizem que, no Ano Novo, há muita gente nas ruas, muito movimento em restaurantes e bares de tapas, muita música e um grande e tranquilo aglomerado na Puerta Del Sol, onde muitos esperam a meia noite.


Passado o Ano Novo, há muito o que ver em Madri, uma cidade com cena cultural intensa. Pode-se, ainda,  fazer alguns bate-e-volta bem interessantes, como a Toledo, Segóvia ( minha preferida) , Ciudad Real, Ávila, Aranjuez, Córdoba e Alcalá de Henares. Tudo isso enquanto se espera o Día de los Reyes Magos.


 O dia 6 de janeiro, simplesmente Reyes, é a maior festa para crianças espanholas. É o dia da entrega de presentes. Tradicionalmente, na noite do dia 5, três pessoas da comunidade - em geral três políticos - vestem-se como os três sábios e lideram um grande desfile, enquanto distribuem doces para a população. É a Cabalgata de Reyes, que acontece no centro das cidades.



Estou recolhendo muitas informações sobre Cabalgata de Reyes no interior da Espanha. Até agora, Sevilha me pareceu um bom lugar para assistir a ela. De lá, recebi esta informação: Le recomendamos la Cabalgata de Triana, puede ver un video del año pasado aquí: http://www.youtube.com/watch?v=mo_6foclHG4 


Continuo minhas buscas. Com alegria, posso compartilhá-las. Sintam-se à vontade para perguntar ou para sugerir. Agradeço ao João Pedro ( NAVParis) estas fotos de flores.


" Colhamos flores,
Molhemos leves
As nossas mãos
Nos rios calmos,
Para aprendermos
Calma também.

 Girassóis sempre
Fitando o sol,
Da vida iremos
Tranquilo,tendo
Nem o remorso
De ter vivido."

Fernando Pessoa