domingo, agosto 18, 2013

Pierre, a pequena capital de Dakota do Sul

Pierre : Palácio do Governo do Estado

Com 14 mil habitantes, Pierre, a capital de Dakota do Sul, é a segunda menor capital nos Estados Unidos. Entre as capitais, Pierre só é maior do que Montpelier, capital de Vermont, que tem 8 mil habitantes ( Vermont está na lista dos estados americanos que desejo visitar no próximo ano).

Capitolio

Pierre está localizada no vale do rio Missouri, nas planícies centrais de Dakota do Sul, numa espaço muito verde, mas sem muitas árvores, onde os campos parecem imensos clubes de golfe. Sua maior atração é mesmo o South Dakota State Capitol, construído em 1910, utilizando-se pedras dos campos de Dakota, calcáreo de Indiana e mármore de Vermont.

Bisão - símbolo do estado
Na sua construção, foram usados centenas de materiais artesanais, incluindo esculturas em madeira e em mármore  e trabalhos em latão e cobre - todos feitos a mão. Sofreu uma reforma que começou em  1977 e estendeu-se até 1989, a tempo da celebração do centenário do estado.

Escultura em mármore no Capitol


Pierre vem sendo reconhecida como cidade que se preocupa com a melhoria ambiental e trabalha com a finalidade de obter avanços significativos nessa área. Já recebeu , pela terceira vez, o prêmio "Crescimento" da Arbor Day Foundation, pelo seu programa de " melhoria ambiental e  maior nível de cuidado com as árvores  na comunidade.  O Conselho Arbor  orienta este programa e assiste a Comissão da Cidade no que se refere a questões urbanas e florestais. 


Combinação de cores em conjuntos de pinheiros

Apesar da visita bastante superficial, saí com boa impressão desta pequena capital. Simpatizei com o estado de Dakota do Sul. Ronald costuma dizer que considero a priori as pessoas agradáveis e os lugares bonitos. Avaliações, portanto, não são o meu forte.

Novamente na estrada...saindo de Dakota do Sul
"Toda a manhã que raia, raia sempre no mesmo lugar,
Não há manhãs sobre cidades, ou manhãs sobre o campo.
À hora em que o dia raia, em que a luz estremece a erguer-se
Todos os lugares são o mesmo lugar, todas as terras são a mesma,
E é eterna e de todos os lugares a frescura que sobe por tudo."


Fernando Pessoa