sexta-feira, agosto 23, 2013

Iowa, outra promessa de retorno.

I-80 em Iowa
Depois de atravessar Nebraska e Iowa, sedimentei a convicção de que a singularidade desses estados reside nas suas imensas terras, onde se pode viajar horas sem ver nada além de plantações, linhas de transmissão, trilhos ferroviários e , de longe em longe, silos e fazendas. Sei que os dois estados têm cidades interessantes - encantaram-me, entretanto,  as paisagens extensas e as nuances de verde, distribuídas em colinas ondulantes.É cenário perfeito para filmes ambientados em meio rural. Já mencionei aqui, no Correndomundo, um filme feito em Iowa, que teve muita aceitação do público. Refiro-me a Pontes de Madison.

Ponte sobre o rio Missouri
"Após a morte de Francesca Johnson (Meryl Streep), uma proprietária rural do interior do Iowa, seus filhos descobrem, através de cartas que a mãe deixou, o forte envolvimento que ela teve com um fotógrafo (Clint Eastwood) da National Geographic, quando a família se ausentou de casa por quatro dias. Estas revelações fazem os filhos questionarem seus próprios casamentos."http://www.adorocinema.com/personalidades/personalidade-33738/filmografia/melhores/

Sou fã de Clint Eastwood
As famosas pontes de Madison estão localizadas no Condado de Madison, em Iowa. São de madeira,com paredes e com teto que São  as protege dos efeitos causados pelo clima, aumentando-lhes a durabilidade.O filme As Pontes do Madison as tornaram-nas muito populares, atraindo a atenção dos turistas. As pontes são hoje largamente visitadas, tanto que os estados americanos oferecerem roteiros para conhecê-las. Em Iowa, é a Câmara de Comércio que distribui mapas e folhetos sobre pontes cobertas.

Ponte coberta em Madison - foto da internet
Não fizemos o roteiro das pontes cobertas por duas razões: seria muita tietagem e precisávamos voltar logo para dar continuidade às comemorações do meu aniversário. Afinal eu estava retornando com 70 anos! Passamos rapidamente por Sioux City, Des Moines, a capital do estado, Iowa City, a antiga capital, e Davenport, localizadas às margens do Mississippi, próxima à divisa com Illinois. Como gosto de rios e de pontes, fiquei grata por ter visto os limites de Iowa, ao oeste, com o rio Missouri e, a leste, com Mississippi.

Rio Mississippi

O nome do estado provém do povo nativo americano Iowa que habitavam a região. Os primeiros europeus a explorarem esse estado foram os franceses Louis Joliet e Jacques Marquette em 1673, e que descreveram a região como verde e fértil. Os primeiros assentadores brancos instalaram-se na região em junho de 1833. Hoje, 92% da população do Estado são brancos, e o maior grupo étnico do Iowa são os alemães, que compõem 35,7% da população do Estado. Em 28 de dezembro de 1846, o Iowa tornou-se o 29º Estado da União.Fonte:pt.wikipedia.org/wiki/Iowa

Iowa é o maior produtor de etanol nos US
Quando ultrapassamos a divisa Iowa/Illinois, já me senti em casa. Só paramos em Champaign para almoçar e logo chegamos a Paxton, onde nos esperavam almoços e jantares comemorativos ao meu aniversário. Foi realmente ótimo me sentir lembrada e festejada. Até escrevi um texto sobre fazer 70 anos. Prometo publicá-lo assim que o encontrar. Não deixo, no entanto, de pensar que:

O próprio viver é morrer, porque não temos um dia a mais na nossa vida que não tenhamos, nisso, um dia a menos nela.

Fernando Pessoa