sexta-feira, junho 07, 2013

" Mais velho que a Sé de Braga"

Arco da Porta Nova

Fundada pelos celtas, assumida pelos romanos em 250 a.C. - que passaram a chamá-la de Bracara Augusta, denominação dada pelo imperador Augusto -  dominada pelos suevos, saqueada pelos visigodos, tomada pelos mouros, a história de Braga é longa e evidencia muitas disputas por ela. Sua localização , na interseção de cinco estradas romanas, contribuiu para sua prosperidade e  alimentou  a ganância de muitos povos.

Torre de Menagem

Braga é a terceira maior cidade portuguesa  -  com cerca de 180 mil habitantes - e a cidade mais antiga do país, com mais de dois mil anos de história.   É a capital do Minho, famosa pelo seu conjunto arquitetônico barroco, com muitas ruas sem tráfego, o que a torna bastante agradável para passeios. Sua catedral é a mais antiga de Portugal , derivando daí a expressão popular  mais velho que a Sé de Braga.


Braga: Cidade dos Arcebispos e da Juventude


Importante centro universitário, lugar, portanto, de muitos jovens, é uma cidade alegre e movimentada, tendo sido  eleita Capital Europeia da Juventude, em 2012. Possui uma universidade pública - a Universidade do Minho, bastante reconhecida - e três instituições privadas de ensino superior : o Instituto Superior de Ciências da Saúde - Norte;  a Universidade Católica Portuguesa - Centro Regional de Braga; e a Universidade Lusíada de Vila Nova de Famalicão.


Exagero de beleza nessa ruazinha.

Considero os meses de abril e maio, bem como setembro e outubro , os melhores para visitar a Europa. Tanto as flores da primavera, quanto as cores das folhas no outono, são adicionais de beleza. Braga - e o norte todo de Portugal - acentuam essa minha convicção. Neste ano, era a hora e a vez dos amores-perfeitos amarelos e azuis. Havia uma rua em que dois terços dela exibiam um tapete dessa flor. Lindo, lindo!


Salpicão de porco preto??

Come-se muito bem em Braga. Os pratos principais são feitos com bacalhau, é claro. A receita, a seguir e do Bacalhau à Moda de Braga. Frite as postas do bacalhau em azeite, coloque no azeite um dente de alho com a casca só esmagado, dá um gosto especial.Corte as batatas e rodelas não muito finas e frite.No azeite onde fritou o bacalhau( se este for pouco acrescente pois vai servir de molho final), junte a cebola cortada às rodelas e o alho picado, deixe por 1 minuto, junte a polpa do tomate, o alho picado, a salsa o louro e um pouco de pimenta e gotas de vinagre (poucas só para cortar o doce do tomate), deixe refogar.Modo de servir:Numa travessa ponha as postas do bacalhau ao centro e as rodelas das batatas em redor. Regue com o molho de cebola e enfeite com as azeitona pretas e a salsa.


Cruzeiro dos campos das Hortas

Braga, conforme me contaram, é o segundo foco religioso de Portugal, sendo o Santuário de Fátima o primeiro. É chamada muitas vezes de Roma Portuguesa ou Cidade dos Arcebispos por ser o lugar da Europa com maior número de igrejas. A maior parte dessas igrejas são consideradas Patrimônio Nacional. Além das igrejas, destacam-se os Cruzeiros, também considerados monumentos nacionais, que foram todos eles mandados edificar por um arcebispo, no século XVII.


Centro histórico

Os arcebispos, além das funções religiosas, administravam a cidade - e fizeram isso durante 700 anos. Tinham muito poder, já que cobravam impostos e impunham leis. Esse poder todo foi extinto em 1792 por D.Maria I, rainha e mãe de D.João VI. A residência dos arcebispos, um conjunto de três edifícios,   teve sua construção iniciada no século XIV , no Largo do Paço, onde está um belo chafariz , erguido em  1723,  que ajuda a compor a atmosfera medieval.

Largo do Paço
Braga é  destino perfeito para um bate- e - volta por trem,  a partir da Estação Ferroviária de São Bento, no Porto, num recorrido de pouco mais de uma hora. Pode-se ir da Estação Central  ao Centro Histórico , passando pelo Arco da Porta Nova. 

Sede do Conselho Municipal, na Praça do Município
Para quem gosta de Feira, como eu, procure ir no sábado. Caminhe muito, veja as esculturas que estão nas ruas, visite a Praça do Município, observe os detalhes dos edifícios antigos e dos imensos jardins, almoce bacalhau e , se não estiver de dieta, prove os deliciosos doces de Braga. Inesquecíveis!