terça-feira, maio 21, 2013

A Lidia do Zygaktis River


Paulo de Tarso
São Paulo devia gostar muito de Philippi, pois sempre que possível retornava a esse lugar. Além disso, tornou-o conhecido através de suas palavras em Epístolas. Em uma dessas epístolas, elogia os filipenses por sua fé em Jesus e por seu apoio. Paulo aconselha-os a centralizar a vida em Cristo e a estar contentes em todas as situações, ser fortes em oração e imitar com alegria o exemplo de seu Salvador.
Igreja de Santa Lídia

Perto de Philippi, está o Batistério e a Igreja de Santa Lídia, um lugar belíssimo junto ao rio Zygaktis. Conta-se que foi nesse lugar que Paulo de Tarso, o Apóstolo,  batizou, em nome de Cristo,  a primeira mulher grega e europeia, chamada Lídia, uma rica vendedora de púrpura, que vivia em Tiatira. Eram , em geral, ricos os vendedores dessa tinta bastante rara. Lídia teria sido batizada na presença de toda a sua família. O batismo de Lídia  está relatado na bíblia, no livro de Atos dos apóstolos.
Batistério junto ao Zygaktis
Os batismos eram, em geral, realizados no campo, onde estavam localizados lagos, rios, fontes ou outras  reservas naturais de água. Nesses lugares, passaram a construir batistérios, grandes edifícios com espaços externos, onde era feita a preparação  ao batismo , através de ensinamentos cristãos e confissões de fé, e espaços internos, onde estavam as fontes de água batismal.

Detalhe do interior da Igreja de Santa Lidia
A Igreja de Santa Lídia impressiona pela história e pela estética. Logo na entrada, há um mapa, em mosaico, que mostra o percurso feito por Paulo desde Istambul, percorrendo Neapolis - atual Kavala - chegando a Philippi, a Lídia e a Thessaloniki. Em todo o interior da igreja, podem ser vistos ícones belíssimos, numa arquitetura admirável. A partir de 1974, quando construções e recuperações foram concluídas, tem aumentado constantemente o número de visitantes cristãos de todo o mundo. Vale a visita, tanto do ponto de vista religioso, quanto histórico.