quinta-feira, fevereiro 23, 2012

" Lá vou eu..."

Foto: Fabiana Menine

"Nada sabemos da alma
Senão da nossa;
As dos outros são olhares,
São gestos, são palavras,
Com a suposição
De qualquer semelhança no fundo."
Fernando Pessoa


Metade da minha vida senti essa nostalgia de fim de temporada em Torres. É como se eu me despedisse de cada objeto de estimação, de cada planta, de cada cantinho da casa e do jardim, de cada lembrança nítida de pessoas amadas que por aqui passaram, em mais de trinta verões. A árvore grande da foto era pouco mais que um arbusto quando chegamos, com as crianças, para o primeiro veraneio. Ela está em muitas fotos, com meninos e meninas de diferentes idades : filhos, amigos dos filhos; sobrinhos, amigos dos sobrinhos; filhos dos amigos e, ainda,  afilhados e vizinhos. Muitas dessas crianças continuam aparecendo, agora com suas crianças. Como eu,  a velha árvore preserva seu espaço - perde pedaços , mas não perde identidade. Continua sendo uma aroeira.