terça-feira, novembro 29, 2011

Berlim ...outra vez




















Após confortável  viagem de trem - poucas horas e muitas atrações na estrada - chegamos, num domingo, ao meio dia,  à Estação Central de Berlim . Fomos para o hotel,  onde a pequena Raven logo chegou para irmos juntos encontrar seus pais e fazer os passeios programados para aquele dia. O passeio pelo pitoresco street market foi fantástico e me rendeu boas compras de toalhas bordadas com motivos de Natal. Comprei de uma senhora verdadeiras preciosidades em bordado e crochê, por um preço irrisório. Os mais jovens não têm interesse nesses bordados difíceis de lavar, disse-me ela. Foram feitos pela minha avó e pela minha mãe , acrescentou ela, quando decidi comprá-los. Senti vontade de chorar,lembrando - me da trajetória de Berlim e de suas gentes. Por quantos fatos e acontecimentos históricos aquelas pessoas haviam passado enquanto construíam preciosidades bordadas. Só esse momento já me valeria o domingo.





















Fabricio, Krithika e os pequenos - Raven, Raiz e Raine -  nossa família em Berlim, foram incansáveis e dedicadíssimos. Fomos juntos também , em kreuzberg, ao Checkpoint Charlie, tão conhecido através do cinema pois era fronteira entre os domínios soviético e americano. O roteiro das tentativas de fuga para o Ocidente e as estratégias utilizadas são mostrados no Museu ao lado do Checkpoint. Impressionantes também as grandes fotos que mostram as comemoraçoes do povo quando da derrubada do muro, incluindo fotos de concertos, obras de arte popular, festas de ruas. No último dia. jantamos na casa de Bricio e Kri. Ela preparou -nos a deliciosa comida indiana de que tanto gosto.



























Fabricio e Raven recolheram uma pedra de calçamento de rua para mandar ao meu irmão. Pitoresco é o nome dado a essas pedras, muito usadas nos enfrentamentos de estudantes com policiais. Chamam-se argumento. Na falta de outro, vai uma pedra. Conheço razoavelmente bem a Alemanha. São muitas as cidades lindas nesse pais. Muitas delas têm uma história recente que, de uma maneira ou outra, afetou a todos nós. Considero o povo alemão gentil e atencioso. Ronald e eu saímos de Berlin com planos de retornar e ficar lá uma temporada. Berlim é uma bela cidade grande com jeito de  pequena. Não é uma cidade com custo de vida alto e é bem agradável de morar.