terça-feira, julho 05, 2011

Alterações na Campanha (RS)

Há mais de 30 anos, eu escrevi e publiquei um texto sobre a importância do cavalo,  na Fronteira, no Rio Grande do Sul. Hoje,  por acaso, eu o encontrei e nele li a seguinte passagem:
"Recebe-se, na região, com medo e desconfiança, o indivíduo estranho que vem a pé. Habitualmente, perguntam-se; "o que será que ele vem pedir?" As pessoas temem o "de a pé".
Porém, se esse mesmo indivíduo vier a cavalo, embora estranho a casa, será recebido com hospitalidade. Normalmente, perguntar-se-ão: "o que será que ele vem fazer?"
Neste momento , o medo e as prevenções já não são com os "de a pé ". As pessoas passaram a temer os "de moto". Muito triste isso para o meio rural.