segunda-feira, abril 11, 2011

Confusões linguísticas

Eni e eu


Minha amiga-irmã Eni mora em Illinois, já faz 35 anos.Ela usa muito raramente língua portuguesa. Em razão disso, faz usos interessantes de algumas palavras ou expressões nossas. Observei , por exemplo, um dia, que uma senhora atravessara o jardim , viera até a porta principal e não tocara a campainha.Comentei o fato com Eni e ela,então, respondeu-me: É a mulher que vem botar cartas! Primeiro pensei em cartomante. Depois, dei-me conta que era  a funcionária do correio que viera trazer correspondência.