sábado, fevereiro 19, 2011

Vale do Reno



Ronald em Koblenz


Há paisagens que são como algumas obras de arte. A gente não cansa de visitar,olhar, admirar. Assim é o Vale Médio do Reno, região irrigada pelo rio do mesmo nome. Esses 65 Km do Vale, em 2000, foram declarados pela UNESCO, com justiça, como Patrimônio Mundial da Humanidade.




Em 2010/2, antes de viajar para a Tunísia ( sorte que, diante dos conflitos surgidos posteriormente, eu voltei de Tunis bem no início de dezembro!) , andarilhei especialmente pela região que vai de Colônia a Koblenz, duas cidades de que gosto muito. Colônia, pela Catedral Gótica; Koblenz, pelo envolvente abraço dos rios Mosela e Reno à cidade e também por seus monumentos históricos.




A viagem é linda. Acompanhando o  Vale , inesquecíveis visões de castelos, fortalezas, plantações de uva, casas com floridos jardins, tudo o mais que me emociona e encanta.
Saí de lá para a Suíça, novamente com a decisão de voltar à Alemanha, país de que gosto muito pelas belezas dos lugares e pela gentileza das gentes.
                                                     
Margem do Reno
"Todos os dias agora acordo com alegria e pena.
Antigamente acordava sem sensação nenhuma; acordava.
Tenho alegria e pena porque perco o que sonho
E posso estar na realidade onde está o que sonho
Não sei o que hei-de fazer das minhas sensações,
Não sei o que hei-de ser comigo.
Quero que ela me diga qualquer coisa para eu acordar de novo."
Fernando Pessoa