quarta-feira, dezembro 08, 2010

Kairouan : Patrimônio da Humanidade na Tunisia

Tradicional tapete de nós.

Em 1988, Kairouan foi declarada, pela UNESCO,  Patrimônio Cultural da Humanidade - e com razão. É a cidade mais antiga da Tunísia , fundada em 670 d.C., e  a cidade muçulmana mais sagrada na África. Oqba Ibn Nafi, fundador da cidade, foi quem a declarou sagrada após "uma inspiração divina que lhe veio através de presságios".



Centro Histórico

Local hoje de peregrinação religiosa, penso incluí-la no meu  currículum de preparação para o céu!
Encantaram as visitas às cisternas, à mesquita , ao mausoleu e a um centro de artesanato tradicional.
As cisternas, ou "banhos"de Aghlabiti foram construídos em 860 d.C. Parecem piscinas atuais dos hotéis luxuosos da Tunísia.


Banhos de Aghlabiti

A maior  mede 128 m de diâmetro e tem profundidade de 4,5 m. É considerada uma das melhores obras da engenharia hidráulica árabe. Antes, os 15 reservatórios eram alimentadas por um aqueoduto de 35 km de comprimento. Hoje a água é coletada das precipitações de inverno. Com essa água, os antigos tunisianos irrigavam e cultivavam milho.É bem interessante de ver.


A Grande Mesquita
Na Grande Mesquita ,  os visitantes só podem entrar no pátio e fora do período de rezas, mas podem espiar de fora, de onde eu fiz a foto 2. Está  localizada no centro da medina - e a  medina está rodeada por uma muralha de 7 km.


A Grande Muralha da Mesquita

É a quarta mesquita mais importante  no mundo muçulmano , depois de Meca, Medina e Jerusalém. É a única que, visitada sete vezes, dispensa o dogma de peregrinação à Meca. Tem muitas colunas que, segundo a lenda, quem não consegue passar entre elas, não chega ao paraíso. Nem tentei!


Na Mesquita...

De impressionante beleza sào os mosaicos, os capitéis das colunas e o minarete da Mesquita - este um dos mais antigos do mundo: 730 d.C. Penso que sete vezes eu não voltarei lá...mas uma a mais bem que eu gostaria!


Grande reservatório de água

Gosto da história de Sidi Sahbi, que teria sido amigo do Profeta Maomé e carregava com ele três pêlos da barba do Profeta, motivo por que seu mausoleu e conhecido como o Mausoleu do Barbeiro - também um local de peregrinação. Junto a ele hoje, está um local de acolhimento a peregrinos, uma escola islâmica e uma mesquita.

Detalhe da Mesquita

Tornei-me resistente a vendedores em geral  porque me falta paciência para o exercício da pechincha. Não fora isso, eu teria comprado ao menos um tapete de oração em Kairouan, onde são famosos os tapetes de nós e são belíssimos os desenhos tradicionais pertencentes , de memória, a cada família. De fato, resisti.


Mosaico numa casa de tapetes

É uma cidade muito interessante, bem mais conservadora que Tunis,Sfax ou Sousse, mas acolhedora com os turistas. Tunísia sempre foi um lugar de passagem  para pessoas de muitas partes da África que iam a Europa e vice - versa. Acredito que, por essa razão, aprenderam a bem conviver com tipos humanos diversos. Eles são gentis e atenciosos.