sábado, agosto 21, 2010

Visita das Gurias

Sônia,Cleuza, Gilca e eu
Minha mãe costumava  referir-se a suas irmãs como  as gurias, gurias que já ultrapassavam  meio século de vida e que nós, muito jovens, riamos por considerá-las umas velhas.
Pelo fato de eu haver trabalhado em vários estados brasileiros, eliminei muitas marcas regionais da minha linguagem. Passei a usar um padrão linguístico supra-regional, onde algumas palavras, como gurias, entraram em desuso. Depois que voltei a viver aqui, na Bela União, assumi, no dia-a-dia, vocabulário típico desta região.
Evocou-me essa lembrança o comentário que fiz quando Sônia, Cleuza e Gilca saíram daqui: Que bom ver as gurias!
Juntamente com meu querido amigo Cláudio, elas  trouxeram alegria num domingo que passou a ser muito especial - ainda que insuficiente para tantas histórias que sempre temos a contar ou a relembrar.