terça-feira, agosto 24, 2010

Viagem ao Uruguai


Pedro em Montevideo

Após duas semanas de nosso retorno dos Estados Unidos, fomos - Ronald, Pedro,Alda e eu -  fazer, de carro, uma viagem de 8 dias pelo Uruguai.
Pedro, feliz, falava ,com frequência, que era essa a sua primeira viagem internacional - a primeira de muitas outras, segundo ele.
Em Livramento, precisa-se fazer um seguro  - Carta Verde. Um gentil senhor do Hotel Júlio prontificou-se a ajudar-nos. Em menos de uma hora, estávamos com esse documento. Fomos , então, a aduana uruguaia, apresentar os documentos pessoais e do carro , necessários para obter o permmisso. Tudo muito rápido e eficiente.
De Rivera a Montevideo, são pouco mais de 500 Km . Estrada boa a Ruta 5 - bem como haviam nos informado  no Setor de Turismo da Aduana de Rivera.


Ronald na Casapueblo
Fizemos uma parada em Tacuarembó e chegamos em Montevideo,  no Hotel Balfer ,ao  final da tarde. O Balfer ( hotelbalfer@adinet.com.uy ) é um pequeno hotel, duas estrelas, com excelente localização e atendimento - pessoal muito disponível e gentil. Durante vários anos hospedei-me nele, quando vinha reunir-me com o Grupo de Pesquisa "Educação em Área de Fronteira" ou trabalhar na Universidade da República.
Foi uma alegria passear, durante três dias, por Montevideo, cidade tranquila, limpa e bonita. Andei bastante pela Ciudad Vieja, um dos meus espaços preferidos. Lembrei-me, com saudade de Walter, meu querido amigo, que me ensinou a melhor apreciar a arquitetura montevideana.    Pena que a maiorios dos meus amigos estavam viajando. Queria muito tê-los encontrado, Luis,Raquel,Adolfo, Guillermo,Beatriz, Suzana. Voltarei! Voltarei,sim.
Depois de traçar  Montevideo, fomos a Piriápolis e Punta del Este. Visitamos a escultura habitada   , que é a Casapueblo, do artista     Carlos Páez Vilaró. De muito tempo, essa casa é nossa conhecida através de Toquinho e Vinícius:


Alda e Pedro em Colônia
"Era uma casa
muito engraçada,
não tinha teto,
não tinha nada..."
Encantadoras  também foram as visitas seguintes.  Por um acesso bastante fácil, deixa-se Montevideo e entra-se na estrada que vai a Colônia do Sacramento, cidade  merecedora de uma estada de, ao menos,  dois dias - antecedidos de boas leituras sobre sua história,geografia e arquitetura. Colônia foi fundada no século XVII, por ordem do Império Português. Foi motivo de lutas e tratados entre espanhóis e portugueses. Tem um Centro Histórico reconhecido pela UNESCO como Patrimônio da Humanidade. Estivemos, a seguir,  em Carmelo, cidade integrante do Departamento de Colônia, fundada por Artigas,em 1916. O Porto dessa pequena cidade de 16 mil habitantes é fotogênico e interessante de ser visto.


Ponte Internacional em Paysandu
O entorno da cidade de Mercedes tem campos e fazendas que dá gosto ver! As estradas são boas, mas a sinalização deixa a desejar. Por duas vezes, entramos em estradas erradas. Serviu para demonstrar-nos a fineza e a gentileza dos moradores das áreas rurais, que nos deram detalhadas informações.
A visita a Paysandú foi muito interessante. Uma das três maiores cidades do Uruguai, tem bons restaurantes, bom comércio e um certo ar de cidade grande. O pôr-do-sol , visto desde a ponte internacional, é lindo. Rendeu-me fotografias fantásticas. De Paysandu, por uma estrada bonita, mas monótona, chegamos a Tacuarembó, depois Rivera. O roteiro da próxima visita ao Uruguai já está programado : entraremos por Artigas e sairemos pelo Chuí! Prometi a mim mesma explorar mais os países vizinhos, especialmente o Uruguai , a Argentina e o Chile. Há muito o que ver. E há muita semelhança conosco.