sábado, fevereiro 20, 2010

Depois do susto...o pânico!


Fazia cerca de cinco horas que a cachorrinha collie havia morrido, ouvimos o mesmo grito desesperado de Bodão, outro collie. Os mesmos sintomas, a mesma morte rápida. Um horror. Nos últimos dez anos, lembro de ter visto apenas duas cobras. Não é comum elas andarem por aqui - até costumam brincar comigo que a jararaca mais perigosa da região sou eu! Os trabalhadores dizem ter matado algumas cruzeiras não muito longe da casa. Mas, desta vez, por ter sido no mesmo dia, certamente estavam, ao menos duas, muito próximas das casas. Uma só não teria veneno suficiente para matar rapidamenmte dois animais num intervalo tão pequeno de tempo. Lamento não ter aprendido com um grupo de índios com que trabalhei na Amazônia, a reza que eles faziam para espantar cobras! Estou insegura e assustada. Com medo mesmo.
PS.
Morreu o terceiro cachorro Collie com os mesmos sintomas dos outros. Pedi, por telefone, ajuda à Brigada Ambiental. Precisa também análise toxicológica. Pode ser picada de cobra ou envenenamento. Estou bastante triste.
PS. Foi envenenamento sim. Nessas horas, penso na maldade de que o homem é capaz...Que tenham o castigo merecido.