quarta-feira, fevereiro 17, 2010

Verão 2010


Depois de Torres, novamente Bela União - nosso espaço preferido.
O convívio com Pedro, entretanto, justifica a temporada na casa da praia. Só convivemos mesmo no verão. Inteligente e amoroso, faz-me companhia como um adulto interessante faria. Um amor de menino. Fabianinha também ficou quase toda a temporada conosco. Para mim , ela continua sendo a menininha alegre e linda como sempre foi.

Recebi visitas ótimas, dessas que portam leveza e bem-estar à casa da gente. Luís Ernesto Behares, meu amigo há quase trinta anos, meu irmão por escolha, visitou-me durante uma semana. Considero Luís uma das pessoas mais lúcidas que eu conheço - intelectual mesmo e, acima de tudo, muito boa gente. Luis é razão e sensibilidade.

Tive um bom tempo livre para ocupá-lo com minhas paixões. Ronald e eu assistimos a algumas dezenas de filmes, atuais e antigos. Revi muitos de Hitchcock, Buñuel, Spilberg, Fellini, Coppola, Lean, entre outros. Repassei os filmes de Clint Eastwood, incluindo Gran Torino e Sobre Meninos e Lobos. Como amo ópera e cinema, assisti novamente Fantasma da Ópera, que eu adoraria ter visto no teatro e nunca tive essa oportunidade. Li bastante sobre a Ásia, especialmente sobre a China. Li, entre emocionada e triste, o livro sobre José Genoino "Do Sonho ao Poder". Reli longos trechos de alguns clássicos, como Divina Comédia , li romances em italiano para não esquecer essa língua de que gosto tanto. Cozinhei. Experimentei receitas novas. E deixei muita coisa por fazer. Optei pelo ócio dessa vez.