segunda-feira, setembro 14, 2009

Chicago II



É fácil mover-se em Chicago. Muitos dos lugares que eu selecionara para visitar , estavam concentrados no centro da cidade , no "Loop " ( assim chamado por ser um circuito que volta ao mesmo lugar) ou na Magnificente Mile, perto de onde eu estava hospedada.

Fazer um sightseeing é uma boa opção para a primeira visita a qualquer cidade grande ou cidade com muitas atrações. A vista panorâmica dá a possibilidade de fazer belas fotos. As informações dadas ajudam na compreensão do que se vê.
Só a arquitetura dessa cidade já vale a visita. Chicago, no entanto, oferece muito mais. O Field Museum é fantástico. Imenso! Uma parte dele oferece informações sobre a água no mundo, detalhando , ainda, movimento, tratamento e distribuição dela em Illinois. Interessante também a parte dedicada aos piratas - um documentário sem os encantos e os exageros da ficção sobre o tema. Claro que fui ver a parte dedicada aos índios americanos, especialmente a cultura material de grupos diversos. Precisa-se de, no mínimo, dois dias para ver o Field Museum. Perto dele, está o Aquário, que não tive interesse em ver porque conheço o de Atlanta, que dizem ser maior e mais bonito.
Também é interessante passar algumas horas no Navy Pier. Ao ser construído, em 1916, era o maior parque do mundo. Usado como centro de treinamento na Segunda Guerra, foi reaberto em 1995. Não chega a ser estupendo, mas oferece uma linda vista do Lago Michigan. Perto do Navy Pier, está o Museu das Crianças , um centro de atividades voltado para a família. O Museu da Ciência e da Indústria me fez lembrar muito os apaixonados por informática. Jogos interativos fantásticos. Inspiração advinda dos videogames. Experimentei pilotar um carro de corrida. Gastei, logo de início, todas as minhas "vidas". Ron fez dez vezes mais pontos do que deu. Pago mico, mas nao morro curiosa! Gostei da parte dos meios de transporte: carros antigos, locomotivas, navios , aviões...e uma fantástica maquete da região com trens em funcionamento.Há tanto o que contar, mas estou com preguiça!

Como amo papéis, não posso finalizar sem referir às livrarias. Só ali, eu poderias ficar alguns dias! Duas visitas a Chicago mostraram-se insuficientes. É mesmo uma bela cidade.