quinta-feira, março 26, 2009

" Não me perguntes onde fica..."




















Estou em Alegrete, desde ontem. Tudo me é familiar. Vivi quase vinte anos nesta cidade. Sou do tempo em que o pão era deixado, ainda quentinho, na janela da minha casa e que o leite era entregue, na porta, pelo leiteiro. Meus filhos são alegretenses. Minha vida profissional foi iniciada aqui. Revejo alguns amigos , colegas e ex - alunos. Relembro outros amigos, presentes hoje na minha memória e saudade. Recordo muitas histórias, umas dramáticas, outras divertidas. Percorro ruas conhecidas - e lamento apenas a arquitetura alterada das antigas casas. Gosto das praças, do rio, das árvores frondosas. Gosto das lembranças que tenho daqui , gosto, por isso , do que escreveu José Bicca Larré:
"...Alegrete, patrimônio histórico há muito tombado nos anais da minha saudade e definitivamente catalogado entre os meus afetos! "