sábado, julho 05, 2008

Chandigarh - a "Cidade da Paz"



É preciso conhecer Chandigarh, cidade com 750 000 habitantes, capital de dois Estados, Haryana e Punjab e onde se concentram os seguidores da religião Sikh.

Não se encontra aqui aquela “ exaltação aos sentidos “ que se encontra nas cidades indianas antigas, mas é bonita, limpa , organizada. A mim , ela lembrou muito Brasília.

Em 1950, Le Corbusier recebeu a incumbência de criar uma nova capital para o Punjab, porque a capital antiga passara a fazer parte do Paquistão. Criou, então, a bela Chandigard, que é a primeira cidade moderna da Índia após a Independência.

Le Corbusier a projetou como o desenho de um homem modular. Os prédios públicos constituem a cabeça; uma praça central, onde se localizam os restaurantes e as compras em geral, constitui o coração; jardins imensos constituem os pulmões.
A cidade é dividida por setores – os setores residenciais formam o corpo. As ruas são todas arborizadas, cada uma com espécies diferentes.
Quatro lugares me encantaram realmente: Rose Garden, um grande e belíssimo jardim, com 594 variedades de rosas, em 47 000 plantas, nos 42 hectares do jardim; Rock Garden, com um parque que lembra um pouco Gaudí e que foi criado na década de 70 por um ex-inspetor de estradas, usando muitas sucatas, como pratos quebrados, lâmpadas de néon, cacos de vidro e pedaços de cerâmica; Museu e Galeria de Arte de Chandigarh, onde reencontrei Nicholas Roerich, pintor russo de que tanto gosto, e onde conheci S.G.Thakar Singh, pintor sikh, nascido perto de Amritsia, que é realmente fantástico; Lago Sukhna, artificial, imenso, com jardins lindos, e de onde se pode ver, ao longe, a cidade de Shimla .
Muitas lojas conhecidas e joalherias evidenciam o poder aquisitivo dos moradores. Punjab é um dos Estados mais ricos da Índia.
O emblema de Chandigarh é uma mão aberta, e os pricípios defendidos eu os fotografei para postar aqui.

Realmente, é uma bela cidade. No Orkut, pretendo postar mais fotos, pois tenho muita dificuldade de fazer seleção. Os cenários são belíssimos.
Amanhã, devo sair cedo, de carro, de Chandigarh para Dharmsala. A previsão é de oito horas de viagem. As viagens de carro são muito divertidas pelo caos
do trânsito e acredito que não são perigosas , já que se faz uma média de 30km/h.