terça-feira, junho 26, 2007

Passeando com Miss Renu


















Hoje passeei, aqui em Bangalore,  toda a tarde,  com Miss Renu. Ela eh a proprietaria do apartamento onde estou. Uma mulher alegre, decidida e forte. Gugu e eu jantamos em sua casa e a ela fizemos muitas perguntas sobre costumes da India. Mr. Suresh,o  marido de Miss Renu eh de Agra. Ela eh de Bangalore. O casamento deles foi um acordo entre familias. Ela estava com 17 anos. Seu pai foi a uma Feira de Maquinas e ali encontrou um tio de Mr. Suresh. Comentou com ele que sua filha estava em idade de casar-se . O amigo falou que tinha um sobrinho querendo casar. As familias passaram , entao , a conversar sobre os dois. Eles tiveram ,antes do casamento, um unico encontro, que durou 10 minutos. Estao casados  35 anos.
Hoje fomos a costureira e , depois, ao Forum Shopping Center. Otimo tour - muito informativo. Mandei fazer tres conjuntos para mim - dois salvar e um patiala. Sao roupas informais ( o sari eh mais formal ), o salvar com calca mais estreita e o patiala com calca bem larga e apertada no tornozelo. Tambem mandei fazer um salvar para a Fabiana. 
Renu ficou muito penalizada com a minha situacao  de divorciada e surpresa ao saber que meu ex-marido havia casado outra vez. Mostrou-se disposta a procurar um indiano para casar comigo, um homem que jamais me abandonaria, segundo ela. O problema foi que ela acrescentou como eu jamais deveria abandona-lo. Tive medo desse compromisso.
Faco um parentese para contar algo.Quando cheguei, Gugu me pediu que eu nao dissesse que era divorciada, porque isso pegava mal aqui. Como eu me negava a dizer que era casada, experimentei dizer que era viuva... e aprendi a compor uma cara de tristeza ao afirmar isso...se duvidassem, ateh uma lagrima me escorreria pela face...Fiquei sabendo , depois, que ser viuva, na maior parte da India, eh uma maldicao, um terrivel carma. Viuva nao pode ir a casamentos, nem passar perto da festa. Muitos ainda acreditam que ela deveria ser cremada junto com o marido morto.Existem inclusive asilos para viuvas independente da idade. Elas sao totalmente marginalizadas e jamais voltam a casar. As maldicoes atingem somente  aas mulheres, os viuvos casam-se sem nenhuma restricao. Ahi residiam as minhas chances, ja que os indianos se mostram muito sensiveis as loiras,gordinhas, de olhos azuis... Eu que o diga!
Nas fotografias, Renu e eu no aeroporto e no Palacio - Vidhana Soudha. No Mercado Publico, a venda de flores. Muitas flores. Fazem-se colares principalmente de pequenas rosas brancas ou de flores amarelas, ambas muito perfumadas. No hotel em Varanassi, diariamente, um senhor fazia a troca dos colares de flores de todos os altares e imagens ali existentes. Tambem vejo belissimos arranjos de flores naturais nos cabelos de muitas mulheres (foto). As mulheres e os homens indianos sao bonitos, bem cuidados e elegantes. Devo ter visto e admirado milhoes - nao se trata de hiperbole... lembrem que a India tem mais de um bilhao de habitantes - de diferentes estampas e combinacoes de cores em saris. Belissimos. 
Vou sair para fazer uma ultimas comprinhas. Quero comprar um presente para a Lu, que, como se diz no sertao da Bahia, pariu ontem.
Na proxima semana, jah estarei na Alemanha e na Republica Checa , sentindo falta dos precos baixos da India e me queixando dos precos altos da Europa!