quinta-feira, maio 17, 2007

Para as mulheres...e os homens curiosos!





Pensava escrever hoje sobre Shimla, Amritsar ou Dharmsala - tao impressionantes!Ainda faco isso... mas me deu vontade de escrever sobre " coisinhas" de cotidiano, que eu queria contar a Neneca,Zeli, Cibele,Alda,Fabiana ,Rosana,Carla,Maria,Odete ....e tanta gente mais!
Roupas: num momento de lucidez, deixei minha mala em Bangalore e comprei uma mochila um pouco maior que a minha de estimacao. Sorte! viajar pela India com bagagem eh mais do que autopunicao...eh impossibilidade mesmo. Como decorrencia, trouxe muito pouca roupa, um par de tenis, uma sandalia, duas bolsinhas - uma com remedios, outra com produtos de higiene pessoal- mais um mapa e um " i pod" ... Minha unica compra pessoal foi um lenco - belissimo - que uso para cobrir a cabeca e, assim, poder entrar em alguns templos , como o Templo de Amritsar ( seda pura, batik, imenso e me custou menos de 50 reais). O estado das minhas roupas eh deploravel! Trocadas frequentemente, em temperaturas de ateh 47 graus, lavadas a mao e passadas a ferro com brasa, estao parecendo trapos de " usar lah fora". Nessas horas, olho as mulheres indianas e me impressiono com a beleza das roupas - como dizia o filho de uma amiga minha de Roraima: " tudo roupa de missa ou de casamento"!Hoje foi meu limite:mandei-as para a lavanderia e estou usando, aqui na internet, meu pijama de dormir!Como estou em McLeod Ganj, onde se encontram pessoas dos mais diferentes paises, as roupas, desde que sejam " decentes", parecem todas " normais". Uma amiga indiana me explicou que usar roupas discretas eh respeitar o marido e ser solidaria com as outras mulheres , porque , assim, nao andam "provocando" os maridos alheios! Ombros descobertos, nem pensar! coisa de fotografia da Playboy.
Sapatos: de chegada, rebentei uma sandalia. Enquanto olhava as pinturas do teto de um palacio, em Jaipur, pateta como sou, nao vi um buraco no piso... torci o peh e me " esparramei " no chao...fui socorrida pelo Gugu e por um indiano - um indiano tao bonito que eu levantei rapidamente com a maior classe...ainda que me remoendo de dor. Lembrei-me depois de uma amiga que, ao ser assaltada, o bandido perguntou-lhe a idade... Ao contar essa historia, ela costuma finalizar dizendo: mesmo em pânico, me lembrei de diminuir dez anos!!!E eu , mesmo com dor, disse que nao se passara nada!
Pes e maos: um drama quando a gente viaja, nao eh mesmo? Principalmente aqui, quando precisamos andar descalcas frequentemente. Manicure e pedicure sempre foram presencas importantes na minha vida. E conheci muitas. Uma vez, em Ponta Pora, bem na fronteira com o Paraguai, eu tinha pes e maos tao horriveis, que entrei num salao daqueles que a gente pensa " vou sair com as unhas limpas, mas com alguma doenca contagiosa", e me " entreguei" para uma " profissional". Imediatamente, ela fez um diagnostico e uma prescricao de arrepiar: disse-me que eu estava com uma bacteria nos pes...e que deveria deixa-los de molho em QBOA bem morna por, ao menos, meia hora...Ontem, em Mcleod Ganj, Fabricio, seguindo a indicacao de uma senhora amiga dele, levou-me a um salao de beleza , tibetano naturalmente, como tudo aqui. Soh comecei a contar essa historia porque encontrei o tratamento dos meus sonhos: fazer o peh inclui ateh o tornozelo; fazer a mao, ateh o cotovelo.Muitos oleos, cremes e massagens. Uma delicia, com duas horas de duracao.
Comprinhas: nem gosto de pensar! roupas baratissimas e lindas! Cortes de seda com 7 metros custam , em media, 50 reais e podem estar divididos em tres estampas combinadas. Echarpes belissimas ( Zeli, encontrei algumas , semelhantes `as que compramos em Istambul, soh que rebordadas!) , bolsas, joias - imaginem a beleza das tornozeleiras de prata ou de ouro - chas, especiarias, objetos para casa, papeis artesanais...quanta coisa linda! linda, por preco muito baixo e nada daqueles produtos massificados, que se encontram iguais em qualquer parte do mundo.E eu aqui, disciplinadissima, sem comprar nada. Tambem pudera ... o discurso contra o consumismo eh muito forte e constante! Penso resistir! ainda nao sei se ao discurso esse ou `as comprinhas!
A foto é da chegada dos noivos a uma cerimônia de casamente.A noiva deve usar 16 jóias!
Vou tomar um cafeh. Gugu estah na montanha. Estou sozinha e quero , ainda hoje, ir a Dharmsala, continuidade de McLeod Ganj.
Se quiserem saber mais, eh soh perguntar. Neneca, tenho informacoes preciosas para tua area de estudo e pesquisa. Beijos a todas(os)