domingo, abril 16, 2006

Faz 10 anos...1996!


                                                           Tenerife , Ilhas Canárias

Mais de um mês na Europa! Bela viagem esta! Fui direto a Madri e de lá, a Palmas da Gran Canária, onde se realizava o Congresso Internacional de Lingüística e Filologia e onde permaneci por dez dias. Depois de assistir à abertura do Congresso, ir ao Coquetel, apresentar o meu trabalho sobre Educação em Área de Fronteiras e de coordenar uma Mesa Redonda me senti " liberada". Viajei de barco para Tenerife. Ilha belíssima. Passei meu aniversário, 24 de julho, em San Andrés, um " pueblito" de pescadores, há quatro Km de Tenerife. Gostei de Tejeda e gostaria de ter visitado Lanzarote, mas precisa partir. 





























Cruzeiro pelo Danúbio


















Cheguei no aeroporto e fiquei sabendo que meu vôo estava atrasado 80 minutos. Estava eu tranqüila, tomando um razoável café, comendo um " bocadillo" e sabendo pela TV as notícias das Olimpíadas de Atlanta...aí fico sabendo do atentado a bomba , ocorrido em um parque, onde eu sabia que meus filhos estariam. No primeiro momento, senti uma dor física e fiquei esperando aparecerem "os pedaços" de Gugu e Patati. Sorte que, imediatamente, corri até um telefone e, com moedas, chamei o número do apartamento dos meninos em Atlanta. Patati atendeu e me contou q saíram um pouco antes do atentado porque ele trabalhava no dia seguinte. Chegaram a ouvir o estouro, mas pensaram que fossem fogos de artifício.Procurei saber também notícias da Fabiana. Chorei um pouco a "morte que não houve" e depois me acalmei.


Auschwitz





















Das Canárias, vim para a Espanha, onde fiquei cinco dias, na Costa. Visitei Cartagena. Almocei num restaurante que iniciou em 1887. Encantou-me o Porto de Cartagena, de onde tantos navios partiram e fizeram história - as primeiras notícias desse porto provém de uma descrição grega do séc VI a.C. Estive em " La Manga", um desses lugares "onde Deus passa as férias" como dizia meu amigo Aldomar. Visitei, ainda, Torre Pacheco, Cabo de Palos, San Javier, Santiago de la Ribera e San Pedro del Pinatar, onde vi o mais belo Pôr -de-Sol da minha vida. Fiz um belo passeio por Alicante e Benidorm e fui a Altea, Torre Vieja,Calpe e a Villa Joyosa ( nesta última, comprar os melhores turrones do mundo, que são os da região de Alicante).


Símbolo de Madrid




















Voltei a Madri, fiquei dois dias novamente nos Museus do Prado e Reina Sofia.De Madri , "voei" para Praga.Começou, então, minha paixão pelo Leste Europeu. Senti que Praga era comovedoramente linda e que eu voltaria lá. Visitei Karlovi Vari, uma cidade de termas, parecendo um " presepinho". Vivi intensamente a República Tcheca. Achei o povo tcheco muito simpático e educado. Com um mapa na mão, "tracei " a cidade! Estive na Polônia , estou em Auschwitz, campo de concentração, maior cemitério do mundo, pelo número de pessoas cremadas ali...cheguei sorrindo, saí em prantos! Na 2a. foto, estou em Cracóvia, no centro histórico, uma cidade interessante de se conhecer. Revi a Áustria, caminhei muito por ela, fui a palácios, museus , jardins magníficos. Senti saudades do Frederico, meu sobrinho, que morava antes aqui.

Cracovia


















Fui pela primeira vez à Hungria. Gostei de Budapest.Fiquei num Hotel, da cadeia Hyatt,onde Silvester Stallone tem um Cassino. O passeio que fiz de barco pelo Danúbio foi lindo...imagens retidas para toda a minha vida! Claro que saí pensando em retornar um dia!Depois , realizei um sonho: fazer de trem a viagem Viena/Venezia. As imagens eram de tal beleza que certamente eu nem conseguiria sonhar com elas. Tive uma chegada meio atrapalhada, à noite,em Veneza e , depois, em Verona. Decidi,então, só chegar de dia a qualquer cidade. Nos dias seguintes, voltei a Veneza, estive em Brescia e, em Verona, fui a L´Arena ver Carmen. Assistir uma ópera ali e acontecimento para lembrar toda a vida.Emocionante mesmo! Hora de partir... certeza de voltar. Saí cantando: " Gracias a la vida, que me ha dado tanto..."